O lugar da mulher pesquisadora em tempos de pandemia do COVID-19: reflexões momentâneas | The place of research woman in pandemic times of COVID-19: momentary reflections

Carla Giselle Pereira Mascarenhas de Alencar, Sandra Célia Coelho Gomes da Silva, Joice Mara Amorim Messias, Mariana Amado Alvarez Coelho, Valéria Antunes Dias Fernandes

Resumo


A pandemia causada pelo COVID-19 evidencia a importância da pesquisa para a sociedade nos seus diversos contextos, movimentando pesquisadores e pesquisadoras a descobrirem novos métodos de combate ao vírus. O presente estudo objetiva identificar o lugar da mulher nos espaços de pesquisa, ressaltando a trajetória permeada pelas conquistas obtidas e pelos desafios enfrentados. Para isso, foi realizada uma revisão de literatura de artigos publicados em periódicos da área, depositados em repositórios e sites científicos de IES nacionais e internacionais, e bases de dados do CNPQ e da CAPES. Resultados de pesquisas mostram que houve crescimento no número de mulheres no campo científico, mas os cargos de destaques continuam sendo ocupados pelos homens, assim como ocorre nas construções sociais, destacando essa disparidade, encontrada não somente no campo das Ciências. Consideramos que mesmo com todos os obstáculos e a diversidade de atribuições impostas pela sociedade, a mulher vem ocupando o espaço no campo da pesquisa, oferecendo contribuições tão importantes quanto as dos homens e merecem destaque como forma de incentivo às demais que queiram seguir a carreira científica. Assim, faz-se necessário promover ações que possibilitem a visibilidade dessas pesquisadoras e que permitam a igualdade do gênero em todos os setores da sociedade.

 

Abstract
The pandemic caused by COVID-19 highlights the importance of research for society in its various contexts, moving researchers to discover new methods of fighting the virus. The present study aims to identify the place of women in research spaces, highlighting the trajectory permeated by the achievements obtained and the challenges faced. For this, a literature review of articles published in journals in the area, deposited in repositories and scientific sites of national and international HEIs, and databases of CNPQ and CAPES was carried out. Research results show that there has been an increase in the number of women in the scientific field, but the leading positions continue to be occupied by men, as well as in social constructions, highlighting this disparity, found not only in the field of Sciences. We consider that despite all the obstacles and the diversity of attributions imposed by society, women have been occupying the space in the field of research, offering contributions as important as those of men and deserve to be highlighted as a way of encouraging others who want to pursue their scientific careers. Thus, it is necessary to promote actions that enable the visibility of these researchers and that allow gender equality in all sectors of society.


Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Ministério da Saúde. Informações sobre o COVID-19. Disponível em: https://coronavirus.saude.gov.br/. Acesso em: 08 de abril de 2020.

CANDIDO, M.; CAMPOS, L. Pandemia reduz submissões de artigos acadêmicos assinados por mulheres, Blog DADOS, 2020. Disponível em: http://dados.iesp.uerj.br/pandemia-reduz-submissoes-de-mulheres/. Acesso em 18 de maio de 2020.

CNPQ. Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Séries Históricas por Pesquisadores por sexo. Disponível em: http://lattes.cnpq.br/web/dgp/pesquisadores-por-sexo. Acesso em: 08 de abril de 2020.

DAVIS, M, et al. Coronavírus e a luta de classes. Terra sem Amos: Brasil, 2020.

DINIZ, D.; Foltran, P. Gênero e feminismo no Brasil: uma análise da Revista Estudos Feministas. Revista Estudos Feministas, vol. 12, no especial, Florianópolis, 2004, p.245-253.

GEBARA, I. Religião e a pandemia Covid-19. Instituto Humanas Unisinos, 23 jun. 2020. Disponível em: http://www.ihu.unisinos.br/78-noticias/600224-religiao-e-a-pandemia-covid-19-artigo-de-ivone-gebara. Acesso em: 17 de novembro de 2020.

GENDER IN THE GLOBAL RESEARCH LANDSCAPE. 2020. Disponível em: https://www.elsevier.com/__data/assets/pdf_file/0008/265661/ElsevierGenderReport_final_for-web.pdf. Acesso em: 20 de abril de 2020.

GROSSI, M. et al. As mulheres praticando ciência no Brasil. Rev. Estud. Fem (24), Florianópolis-SC, 2016.

GUEDES, M.; AZEVEDO, N.; FERREIRA, L. A produtividade científica tem sexo? Um estudo sobre bolsistas de produtividade do CNPq. Cadernos Pagu, n. 45, p. 367–399, 2015.

FERREIRA, A. Novo Aurélio século XXI: dicionário da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1999.

FERREIRA, L.; AZEVEDO, N.; GUEDES, M.; CORTÊS, B. Institucionalização das ciências, sistema de gênero e produção científica no Brasil (1939-1969). Hist. ciênc. Saúde, (15), p. 43-71, 2008.

FUNDAÇÃO OSVALDO CRUZ. COVID-19: informações para pesquisadores. Rio de janeiro, 2020. Disponível em: https://portal.fiocruz.br/coronavirus/informacao-em-saude. Acesso em: 05 de maio de 2020.

MONTEIRO, R.; SILVEIRO, C.; DANIEL, F. Representações sociais do empreendedorismo no feminino e no masculino: investigação com estudantes. Psicologia em Estudo. Maringá, v.20, n.1, p.107-116, jan./mar. 2015.

MLAMBO-NGCUKA, P. Violência contra mulheres e meninas é pandemia das sombras. Nações Unidas Brasil. Disponível em: https://nacoesunidas.org/artigo-violencia-contra-mulheres-e-meninas-e-pandemia-das-sombras/. Acesso em: 20 de abril de 2020.

RODRIGUES, J.; GUIMARÃES, M. A Fundação Oswaldo Cruz e a ciência no feminino: a participação feminina na prática e na gestão da pesquisa em uma instituição de ensino e pesquisa. Cadernos Pagu, n. 46, p.197-222, 2016.

SILVA, S.C.C.G.; AMORIM, I.B.; CASTRO, S.B.D. Desafios da família na atualidade: perspectivas sobre a educação e religião. Religare, v.15, n.1, p.26-47, 2018.

STANISCUASK, F. et.al. Impacto do COVID-19 nas mães acadêmicas. Science, 15 de maio de 2020: vol. 368, Edição 6492, p. 724.

TABAK, F. Estudos substantivos sobre mulher e ciências no Brasil. In: COSTA, A. A. A.; SARDENBERG, C. M. B. (Org.). Feminismo, ciência e tecnologia. Salvador: Universidade Federal da Bahia, 2002. p. 39-49.

VIEIRA, P. R.; GARCIA, L. P.; MACIEL, E. L. N. Isolamento social e o aumento da violência doméstica: o que isso nos revela? Rev. Bras. Epidemiologia. São Paulo, 2020; p.01-05.

+ MULHERES PROTAGONISTAS. Disponível em: http://www.openciencia.com.br/. Acesso em: 02 de maio de 2020.




DOI: https://doi.org/10.7213/2318-8065.05.02.p112-122

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


O Caderno Teológico segue uma atribuição CC-BY Creative Commons 4.0