Monoteísmo, diversidades e Direitos Humanos

Autores

  • Luiz José Dietrich PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ - PUCPR

DOI:

https://doi.org/10.7213/revistapistispraxis.06.003.ds02

Palavras-chave:

Monoteísmo, Diversidade, Discriminação religiosa, Violência em nome de Deus, Bíblia e Direitos Humanos.

Resumo

Este texto relaciona as raízes de muitas atitudes de discriminação e violência, condutas de  desrespeito aos Direitos Humanos praticadas na atualidade, às violências cometidas em nome de Deus no processo de instituição do monoteísmo no Antigo Testamento. Aborda o fato paradoxal de as tradições judaico-cristãs serem ao mesmo tempo um dos principais fundamentos das modernas concepções dos Direitos Humanos e também fornecerem as justificativas para atitudes de intolerância, violência e restrições e supressão dos direitos humanos nos nossos dias. Ao contextualizar tal processo na história de Israel, demonstrando a vinculação de tais teologias com determinados sujeitos sociais e seus interesses, busca-se apontar caminhos para releituras e compreensões libertadoras que possam promover o respeito e a ampliação de nossa noção de direitos humanos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz José Dietrich, PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ - PUCPR

Possui graduação em Farmácia e Bioquímica pela Universidade Federal de Santa Catarina (1980). Envolvido no movimento das Comunidades Eclesiais de Base, na Leitura da Bíblia a partir dos pobres, na Teologia da Libertação e nas lutas pela democratização do Brasil e da América Latina, Cursou as disciplinas do Bacharelado em Teologia e do Mestrado em Teologia com ênfase em Estudos Bíblicos, entre os anos de 1985 e 1989, na Faculdade de Teologia Nossa Senhora da Assunção em São Paulo, e realizou seu doutorado em Ciências da Religião, com concentração em Bíblia, sob orientação do Prof. Milton Schwantes, pela Universidade Metodista de São Paulo (2002). Atualmente é Professor adjunto do Programa de Pós-Graduação em Teologia da Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PUC PR, campus Curitiba - PR. De 2009 a 2012 integrou a Equipe encarregada pela Editora Paulus de fazer uma revisão completa da Bíblia Pastoral. Nesta equipe foi encarregado de preparar a Introdução Geral ao Antigo Testamento e a Introdução ao Pentateuco, bem como da Revisão da Tradução, Introdução e Notas e Comentários Exegéticos e Pastorais aos livros do Gênesis, Êxodo, Levítico, Números e Deuteronômio. Esta Bíblia foi lançada em 2014, como "Nova Bíblia Pastora". Tem experiência na área de Teologia, com ênfase em Hermenêutica e Exegese Sócio Literária da Bíblia, atuando principalmente nos seguintes temas: História de Israel; História do monoteísmo em Israel; Pentateuco, História Deuteronomista, Profetas Pré-exílicos; Evangelhos Canônicos; Hermenêutica e política; cristianismo, Bíblia e cidadania; bíblia e política; Ecumenismo e Diálogo Inter-religioso; Intolerâncias e violências em nome de Deus e Direitos Humanos. (Texto informado pelo autor)

Referências

BINGEMER, M. O Deus da vida e as religiões do Livro. Os monoteísmos: fonte de violência? In: SOCIEDADE DE TEOLOGIA E CIÊNCIAS DA RELIGIÃO – SOTER. (Org.). Deus e vida: desafios, alternativas e o futuro da América Latina e do Caribe. São Paulo: Paulinas, 2008. p. 89-128.

DIAS, Z. Os vários rostos do fundamentalismo. Fórum Ecumênico Brasil. São Leopoldo: CEBI, 2009.

DIETRICH, L. Davi e Golias e a atual discussão sobre a história de Israel. In: REIMER, H.; SILVA, V. da (Org). Hermenêuticas bíblicas: contribuições ao I Congresso Brasileiro de Pesquisa Bíblica. São Leopoldo: Oikos; Goiânia: UCG/ABIB, 2006. p. 129-135.

DIETRICH, L. Em espírito e verdade – descolonizar a bíblia e o cristianismo. Estudos Bíblicos, v. 2, n. 106, p. 11-21, 2010.

DIETRICH, L. Quando Deus faz mal e mata. Estudos Bíblicos, v. 29, n. 116, p. 11-27, 2012.

FINKELSTEIN, I.; SILBERMAN, N. A. A Bíblia não tinha razão. São Paulo: A Girafa, 2003.

FÜRST, A. A ética da paz e a disposição à violência: sobre a ambivalência do monoteísmo cristão em seus primórdios. In: FÜRST, A. (Org.). Paz na terra? As religiões universais entre a renúncia e a disposição à violência. Aparecida, SP: Ideias & Letras, 2009. p. 65-125.

GERSTENBERGER, E. Teologias do Antigo Testamento: pluralidade e sincretismo da fé em Deus no Antigo Testamento. São Leopoldo: Sinodal, 2007.

KIPPENBERG, H. G. Religião e formação de classes na antiga Judéia: estudo sociorreligioso sobre a relação entre tradição e evolução social. São Paulo: Paulinas, 1988.

LIVERANI, M. Para além da Bíblia: história antiga de Israel. São Paulo: Loyola, 2008.

LOWERY, R. H. Reis reformadores: culto e sociedade no Judá do primeiro templo. São Paulo: Paulinas, 2004.

O’BRIEN, M. A natureza do monoteísmo bíblico: experiência e ideologia. Concilium. Revista Internacional de Teologia, v. 1, n. 289, p. 69-77, 2001.

OLIVEIRA, I. V. de.; PAIVA, M. A. de. (Org.). Violência e discurso sobre Deus: da desconstrução à abertura ética. Belo Horizonte: PUCMinas, 2010.

PACE, E.; STEFANI, P. Fundamentalismo religioso contemporâneo. São Paulo: Paulus, 2002.

REIMER, H. Inefável e sem forma: estudos sobre o monoteísmo hebraico. São Leopoldo: Oikos; Goiânia: Ed. UCG, 2009.

REIMER, I. R. (Org.). Direitos humanos: enfoques bíblicos, teológicos e filosóficos. São Leopoldo: Oikos, 2011.

SARAMAGO, J. “Caim” coloca Deus em diálogo directo com o primogénito de Adão e Eva. Disponível em: <http://www.youtube.com/watch?v=UZxFXn07dTE&feature= Related>. Acesso em: 16 ago. 2013.

SCHNIEDEWIND, W. M. Como a Bíblia tornou-se um livro: a textualização do antigo Israel. São Paulo: Loyola, 2011.

SILVA, J. da. Guia de luta contra a intolerância religiosa e o racismo. Rio de Janeiro: CEAP, 2009.

SMITH, M. S. The origins of biblical monotheism: Israel’s polytheistic background and the Ugaritic texts. New York: Oxford University Press, 2001.

SMITH, M. S. O memorial de Deus: história, memória e experiência do divino no antigo Israel. São Paulo: Paulus, 2006.

SWIDLER, L. Direitos humanos: apanhado histórico. Concilium. Revista Internacional de Teologia, v. 2, n. 228, p. 21-32, 1990.

ZENGER, E. Violência em nome de Deus: o preço necessário do monoteísmo Bíblico? In: FÜRST, A. (Org.). Paz na terra? As religiões universais entre a renúncia e a disposição à violência. Aparecida, SP: Ideias & Letras, 2009. p. 15-63.

Downloads

Publicado

2014-09-13

Como Citar

Dietrich, L. J. (2014). Monoteísmo, diversidades e Direitos Humanos. Revista Pistis Praxis, 6(3), 773–794. https://doi.org/10.7213/revistapistispraxis.06.003.ds02

Edição

Seção

Dossiê