Um projeto político-pedagógico de graduação em Fisioterapia pautado em três eixos curriculares

Marcos Claudio Signorelli, Vera Lucia Israel, Clynton Lourenço Corrêa, Arlete Ana Motter, Sibele Yoko Mattozo Takeda, Anna Raquel Silveira Gomes

Resumo


Introdução: O Setor Litoral da Universidade Federal do Paraná (UFPR), com seu Projeto Político- Pedagógico (PPP) inovador, baseado na Teoria da Complexidade, está finalizando o processo de implantação de sua primeira turma de Fisioterapia. Objetivos: Comentar algumas das bases teóricas que sustentam tal projeto pedagógico, apresentando a experiência da construção coletiva de umPPP pautado em três eixos curriculares. Metodologia: De caráter qualitativo e de cunho teóricoreflexivo. Resultados: A construção do PPP resultou numa organização curricular em três eixos Fundamentos Teórico-Práticos (FTP), Projetos de Aprendizagem (PA) e Interações Culturais e Humanísticas (ICH). Os FTP (aproximadamente 60% do currículo) compreendem módulos temáticos elaborados por equipe interdisciplinar de professores, contextualizados com a realidade do mundo do trabalho, aproximando-se dos princípios do Sistema Único de Saúde(SUS) e atendendo às Diretrizes Curriculares Nacionais (DCN). Nos PA, o estudante desenvolve projetos mediados por docentes, que envolvem necessariamente a tríade “ensino-pesquisa-extensão”. Esses são imbricados àrealidade do litoral paranaense, extensiva e/ou ampliada para outras comunidades. Já as ICH (20% do currículo) são espaços para a vivência de um diferencial na gênese do fisioterapeuta: uma formação pautada na complexidade do ser humano e na integração deste com o meio, pois são realizadas em conjunto com outros cursos e comunidade. Considerações finais: Nessa trajetória, os estudantesque se desenvolvem pela UFPR já demonstram características diferenciadas, resultantes de práxis generalista, humanista, crítica e reflexiva, como preconizam as DCN. Esperamos que essa vivência proporcione articulação de saberes e práticas, formando profissionais qualificados, cidadãos conscientes e sensibilizados para a coletividade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0103-51502010000200016

Apontamentos

  • Não há apontamentos.