Há critérios para a inclusão de cães de Intervenções Assistidas por Animais em ambiente universitário?

Maria Cecília Pianaro Mores, Ana Carolina Rizzon Cintra, Carolina Zaghi Cavalcante, Cristina Santos Sotomaior, Ana Lúcia Lacerda Michelotto

Resumo


Estudantes universitários passam por diferentes experiências estressantes, interferindo na vida acadêmica ou mesmo impedindo sua continuidade. Programas de Intervenções Assistidas por Animais (IAA) são utilizados em escolas e universidades para minimizar o estresse dos estudantes, no entanto, não são usuais no Brasil. Cães são os animais mais empregados nessas atividades, mas os critérios em relação à sua inclusão em ambiente universitário não são bem definidos. O presente estudo teve como objetivo realizar uma revisão sistemática qualitativa da literatura a fim de averiguar se há critérios para a inclusão de cães nas IAA em universidades. A busca de publicações foi realizada nas plataformas PubMed e SciELO, e os critérios de inclusão foram artigos com revisão por pares publicados de 2010 a julho de 2020, envolvendo atividades assistidas por cães em ambientes universitário ou escolar. Dos 202 artigos encontrados, nove entraram nos critérios de inclusão. Destes, oito trabalhos apresentaram o tempo de interação, oito apresentaram o número de animais utilizados, quatro comentaram sobre o bem-estar do cão, quatro apresentaram a necessidade de exames veterinários, cinco abordaram a idade dos cães, cinco as raças utilizadas e três discutiram sobre o comportamento do cão. Como conclusão deste trabalho, evidenciou-se que não há consenso sobre os critérios de pesquisa que concernem a inclusão de cães de IAA em ambiente universitário e escolar. Tendo em vista o melhor aproveitamento da atividade e, especialmente, o bem-estar dos cães, mais estudos na área são necessários.


Palavras-chave


Cães. Estresse psicológico. Terapia assistida por animais. Normas. Universitários.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.7213/acad.2021.19101

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2021 Revista Acadêmica Ciência Animal