O Ensino Religioso, a relação educador-educando e a Base Nacional Comum Curricular – BNCC e o Currículo Referência de Minas Gerais – CRMG

Autores

  • Paulo Agostinho Nogueira Baptista PPG em Ciências da Religião da PUC Minas
  • Giseli do Prado Siqueira PPG em Ciências da Religião da PUC Minas

DOI:

https://doi.org/10.7213/2175-1838.13.01.DS05

Palavras-chave:

Ensino Religioso. Educação. Relação educador-educando. BNCC/ CRMG. Ciências da Religião. Wolfgang Gruen

Resumo

O Ensino Religioso — ER teve uma virada paradigmática fundamental na década de 1970 com Wolfgang Gruen, ao distinguir Catequese e Ensino Religioso Escolar — ERE. Concebeu para o ER, a partir de Tillich, a religiosidade como categoria antropológica e como seu objeto de ensino: educar a dimensão de sentido da vida, o que não deixa de incluir o fenômeno religioso. Essa virada histórica e epistemológica, até desconhecida de muitos pesquisadores, hoje tem enorme significado, ainda mais com a Base Nacional Comum Curricular — BNCC e os currículos que cada estado da federação tem elaborado, como o Currículo Referência de Minas Gerais — CRMG. Gruen já pensava e atuava, na década de 1970, na “Ciência das Religiões” (UFJF) como curso formador do docente desse componente curricular. Nessa perspectiva, o objetivo deste artigo, a partir de pesquisa bibliográfica e documental, é recuperar essa história e refletir sobre as suas implicações para a relação educador-educando, tendo como referência a BNCC e o CRMG. As conclusões mostram a inovação de Gruen e como ele estava atento às questões da época e a grandes educadores como Paulo Freire.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paulo Agostinho Nogueira Baptista, PPG em Ciências da Religião da PUC Minas

Doutor e Mestre em Ciência da Religião (UFJF), professor e pesquisador do PPG em Ciências da Religião da PUC Minas. Líder do Grupo de Pesquisa REDECLID

Giseli do Prado Siqueira, PPG em Ciências da Religião da PUC Minas

Doutora em Ciência da Religião (UFJF) e Mestre em Ciência da Religião (PUC-SP), professora e pesquisadora do PPG em Ciências da Religião da PUC Minas. Líder do Grupo de Pesquisa REDECLID

Referências

ALVES, Rubem. Variações sobre a vida e a morte. São Paulo, Paulinas, 1982.

ASSMANN, Hugo. Metáforas novas para reencantar a educação: epistemologia e didática. Petrópolis: Vozes, 1998a.

ASSMANN, Hugo. Reencantar a educação. Rumo à sociedade aprendente. Petrópolis: Vozes, 1998b.

BOECHAT, Ivone. Ensinar e aprender. Educação Pública. 07 out. 2008. Disponível em: https://educacaopublica.cecierj.edu.br/artigos/8/38/ensinar-eacute-aprender. Acesso em: 12 jan. 2021.

BOFF. Leonardo. Saber cuidar. Ética do humano – compaixão pela terra. Petrópolis: Vozes, 1999.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação – Câmara de Educação Básica. Parecer n. 08/2019, de 19 de dezembro de 2019. Disponível em: https://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index.jsp?data=20/12/2019&jornal=515&pagina=142&totalArquivos=289. Acesso em: 25 jan. 2021.

BRASIL. Diretrizes Curriculares Nacionais para os cursos de licenciatura em Ciências da Religião. Parecer CNE/CP nº 12/2018, homologado pela Portaria n. 1.403, publicada no D.O.U. de 28 dez. 2018. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/pces01_09.pdf. Acesso em: 26 dez. 2020.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional nº. 9394/96, de 23 de dezembro 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 15 jan. 2021.

BRASIL. Lei n. 5.692, de 11 agosto de 1971. Fixa Diretrizes e Bases para o ensino de 1° e 2º graus, e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l5692.htm. Acesso em: 12 dez. 2021.

BRASIL. Lei n. 9.475, de 22 de julho de 1997. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9475.htm. Acesso em: 12 dez. 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. 2017. Disponível em: http://download.basenacionalcomum.mec.gov.br/. Acesso em: 22 dez. 2020.

BRASIL. Ministério da Educação; Secretaria de Educação Básica; Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão; Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica. Conselho Nacional de Educação; Câmara de Educação Básica. Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Básica. Brasília: MEC; SEB; DICEI, 2013. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=13448-diretrizes-curiculares-nacionais-2013-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 02 jan. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CEB n. 7/2010. 2010. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/rceb007_10.pdf. Acesso em: 25 jan. 2021.

CARON, Lurdes. Políticas e Práticas Curriculares: formação de professores de ensino religioso. Tese (doutorado em Educação). PUCSP, São Paulo: 2007.

CHARLOT, Bernard. Da relação com o saber. Elementos para uma teoria. Porto Alegre: Artmed, 2000.

COMUNICADO MENSAL DA CNBB. A Catequese nas escolas oficiais. abril de 1975. SEDOC, Petrópolis, v. 8, n. 86, p. 434-439, nov. 1975.

COSTA, Mateus de Oliva. Entrevista com Wolfgang Gruen sobre sua experiência com a primeira graduação de Ciência da Religião no Brasil. Numen: revista de estudos e pesquisa da religião, Juiz de Fora, v. 21, n2, p. 306-316, jul./dez. 2018.

DEBRAY, R. L´enseignement du fait religieux dans l´école laïque. Paris: Odile Jacob, 2002.

FIGUEIREDO, Anísia de Paulo. Fuentes na tropológicas y sociológicas de la educación religiosa en el sistema escolar brasileño, en la perspectiva foucaultiana: la evolución de una disciplina entre religión y área de conocimiento. 2007. 955f. Tese (Doutorado) - Universidade Complutense de Madri, Faculdade Filosofia, Madri. Disponível em: http://eprints.ucm.es/7544/1/T29846.pdf. Acesso em: 05 dez. 2018.

FREIRE, Paulo. Educação como prática da liberdade: São Paulo: Paz e Terra, 1967.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 9. Ed. São Paulo: Paz e Terra, 1981.

GONÇALVES FILHO, Tarcizo. Ensino Religioso e a formação do ser político: uma proposta para a consciência de cidadania. Petrópolis: Vozes, 1998

GRUEN, Wolfgang. Ensino Religioso em movimento. In: BOEING, Antonio e ILTOZ, Sonia de (org.). O Ensino Religioso no Projeto Pedagógico Pastoral Salesiano II. Brasília: Rede Salesiana de Escolas, 2013. Páginas, 125 a 147. (Capítulo VI)

GRUEN, Wolfgang. O “Ensino Religioso” na Escola Oficial. Subsídio à reflexão. Atualização – Revista de Divulgação Teológica para o Cristão de Hoje, Belo Horizonte, n. 64/65, p. 127-143, abr.-maio 1975.

GRUEN, Wolfgang. O “Ensino Religioso” na escola pública. Subsídio à reflexão. Belo Horizonte: UCMG, 1978.

GRUEN, Wolfgang. O “Ensino Religioso” na escola. Belo Horizonte: Instituto Central de Filosofia e Teologia – UCMG, 1974.

GRUEN, Wolfgang. O Ensino Religioso na escola. Petrópolis: Vozes, 1994.

HALBFAS, Hubertus. Fundamentalkatechetik. Sprache und Erfahrung im Religionsunterricht. Düsseldorf: Patmos, 1968.

LIBANIO, João Batista. A arte de formar-se. São Paulo, Loyola, 2001

MATURANA, Humberto et al (Org.). A ontologia da realidade. Belo Horizonte: Editora UFMG, 1997.

MATURANA, Humberto. Emoções e linguagem na educação e na política. Belo Horizonte: Ed. UFMF, 1998.

MINAS GERAIS. Secretaria de Estado da Educação. Currículo Referência de Minas Gerais – CRMG. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/implementacao/curriculos_estados/documento_curricular_mg.pdf. Acesso em: 13 jan. 2021.

MORIN, Edgar. A cabeça bem-feita: repensar a reforma, reformar o pensamento. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001a.

MORIN, Edgar. A religião dos saberes: o desafio do século XXI. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001b.

MORIN, Edgar. O método 5: a humanidade da humanidade. Tad. Juremir Machado da Silva. Porto Alegre: Sulina, 2002.

OLIVEIRA, Lilian Blanck de. Ensino Religioso e formação docente: tempos, espaços e lugares em Santa Catarina. In: OLIVEIRA, Lilian Blanck de, RISKE-KOCH, Simone; WICHERT, Tarcício Alfonso (Org.). Formação de docentes e Ensino Religioso no Brasil: tempos, espaços, lugares. Blumenau: Edifurb, 2008. p. 74-85.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS, Declaração dos Direitos Humanos, 1948. Disponível em: https://declaracao1948.com.br/declaracao-universal/declaracao-direitos-humanos/?gclid=CjwKCAiApNSABhAlEiwANuR9YJjEob7xnu1X6GWaqvqb4ZlgVeZJqw7xMH1wkHXhdiKCkTOUrOGudBoCQ9AQAvD_BwE. Acesso em: 22 jan. 2021.

PIAGET, Jean. Para onde vai a educação? 14 ed. Rio de Janeiro, José Olympio, 1998.

PIEPER, Frederico. Aspectos históricos e epistemológicos da Ciência da Religião no Brasil: Um estudo de caso. Numen: revista de estudos e pesquisa da religião, Juiz de Fora, v. 21, n2, p. 232-291, jul./dez. 2018. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/numen/article/view/22159. Acesso em: 12 jan. 2021.

PINO, Angel. Ensinar - aprender em situação escolar: perspectiva histórico – cultural. Laboratório Interdisciplinar de Tecnologias Educacionais. Disponível em: http://www.lite.fe.unicamp.br/sapiens/ensinar.htm. Acesso em: 12 jan. 2021.

PINO, Angel. Ensinar-Aprender em Situação Escolar: perspectiva histórico-cultural. Contrapontos (UNIVALI), Ed. Univ. da UNIVALI, SC, v. 4, n.3, p. 439-459, 2004.

SANTOS, Boaventura Sousa; MENESES, Maria Paula (Org.). Epistemologias do sul. Coimbra: Edições Almedina, 2009.

SCHÜLTZ, Ricardo. História das palavras – Word histories. Disponível em: http://www.sk.com.br/sk-hist.html. Acesso em: 25 jan. 2021.

SILVA, Antônio Francisco da. Idas e vindas do Ensino Religioso em Minas Gerais: a legislação e as contribuições de Wolfgang Gruen. Belo Horizonte, Segrac, 2007.

SIQUEIRA, Giseli do Prado. Tensões entre duas propostas de Ensino Religioso: estudo do fenômeno religioso e/ou educação da religiosidade. 2003. Dissertação (Mestrado em Ciências da Religião). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2003.

SIQUEIRA. Giseli do Prado. O Ensino Religioso nas escolas públicas do Brasil: implicações epistemológicas em um discurso conflitivo, entre a laicidade e a confessionalidade num estado republicano. Tese (Doutorado em Ciência da Religião). Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, Minas Gerais, 2012.

SUNG, Jun Mo. A religião e o sentido da vida. Diálogo – Revista de Ensino Religioso, São Paulo, n. 0, p. 41-48, out. 1995.

SUNG, Jung Mo. Prefácio ao livro PUGLIESI, Márcio. Mitologia grego-romana: arquétipos dos deuses e heróis, São Paulo: Masdras, 2003.

TILLICH, Paul. La Dimension perdida: indigência y esperanza de nuestro tiempo. Bilbao: Desclée, 1970.

Downloads

Publicado

2021-06-11

Como Citar

Baptista, P. A. N., & Siqueira, G. do P. (2021). O Ensino Religioso, a relação educador-educando e a Base Nacional Comum Curricular – BNCC e o Currículo Referência de Minas Gerais – CRMG. Revista Pistis Praxis, 13(1). https://doi.org/10.7213/2175-1838.13.01.DS05