O centenário de uma riqueza cultural: festa de São Sebastião em Jarilândia, distrito de Vitória do Jari/Amapá

Autores

DOI:

https://doi.org/10.7213/2175-1838.11.003.AO05

Palavras-chave:

Jarilândia. Festa de São Sebastião. Patrimônio Cultural. Amapá

Resumo

Este estudo aborda o Centenário de uma riqueza cultural: a festa de São Sebastião em Jarilândia, distrito de Vitória Do Jari/Amapá. O estudo, numa perspectiva geral, visa analisar a importância da Festa de São Sebastião para a comunidade de Jarilândia. Trata-se de uma pesquisa de campo de abordagem qualitativa e descritiva com a colaboração de moradores mais antigos da comunidade. Foram utilizados como instrumentos de coleta de dados a análise de documentos, questionários e entrevistas. Os resultados indicam que o Distrito de Jarilândia apresenta características culturais e religiosas peculiares, em um contexto amazônico: elementos de origem africana no tocar de seus instrumentos, na récita de ladainhas de herança católica, com culinária e modos próprios de festejar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Piedade Lino Videira, Universidades Federal do Amapá

Universidade Federal do Amapá (UNIFAP), Macapá, Brasil. Mestre e Doutora em Educação Brasileira pela Universidade Federal do Ceará UFC, Brasil. Docente do Mestrado em Educação da UNIFAP. Líder do Grupo de Estudo, Pesquisa, Extensão e Intervenção em Corporeidade, Artes, Cultura e Relações Étnico-raciais com ênfase em Educação Quilombola certificado pelo CNPq. Coordenadora Geral do Núcleo de Estudos Afro – brasileiros – NEAB/UNIFAP. E-mail: [email protected]

Elivaldo Serrão Custódio, Universidade Federal do Amapá

Pós-Doutor em Educação pela Universidade Federal do Amapá (UNIFAP). Doutor em Teologia pela Faculdades EST, em São Leopoldo/RS. Mestre em Direito Ambiental e Políticas Públicas pela Universidade Federal do Amapá. Pedagogo, Matemático e Teólogo. Vice-líder do Grupo de Pesquisa Educação, Interculturalidade e Relações Étnico-Raciais (UNIFAP/CNPq). Editor Associado da Revista Identidade da Faculdades EST. Atualmente é professor permanente no Mestrado em Educação (PPGED/UNIFAP) e professor do Curso de Pedagogia da Faculdade Madre Tereza em Santana/Amapá/Brasil. E-mail: [email protected]

Eliventon Inajosa da Silva, Universidade Federal do Amapá

Universidades Federal do Amapá (UNIFAP), Macapá, Brasil. Pedagogo pela UNIFAP. E-mail: [email protected]

Luã Bueno Alho, Universidades Federal do Amapá

Universidades Federal do Amapá (UNIFAP), Macapá, Brasil. Pedagogo pela UNIFAP. E-mail: [email protected]

Referências

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado, 1988.

BRASIL. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Censo Populacional 2010. Disponível em <https://www.ibge.gov.br/>. Acesso em: 11 nov. 2015.

BURKE, P. Hibridismo Cultural. São Leopoldo: Ed. Unisinos, 2006.

GEERTZ, C. A interpretação das culturas. Rio de janeiro: LTC, 2013.

HALL, S. A identidade cultural na pós-modernidade. 7. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2002.

LARAIA, R. B. Cultura: Um conceito antropológico. 14. ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

MAUÉS, R. H.; VIEIRA, C. G. et al. (orgs.). Diversidade biológica da Amazônia. Belém: Museu Paraense Emílio Goeldi, 2001. p. 253-272.

OLIVEIRA, M. M. Como fazer pesquisa qualitativa. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 2008.

VIDEIRA, P. L. Marabaixo dança afrodescendente: significando a identidade étnica do negro amapaense – Fortaleza: Edições UFC, 2009.

Downloads

Publicado

2019-12-20

Como Citar

Videira, P. L., Custódio, E. S., da Silva, E. I., & Alho, L. B. (2019). O centenário de uma riqueza cultural: festa de São Sebastião em Jarilândia, distrito de Vitória do Jari/Amapá. Revista Pistis Praxis, 11(3). https://doi.org/10.7213/2175-1838.11.003.AO05