Espiritualidade e integridade da criação: uma nova percepção da atitude ecológica do ser humano a partir de Gênesis 2,15

Luiz Alexandre Solano Rossi, Érica Daiane Mauri

Resumo


As questões referentes à crise socioambiental demandam os esforços de todos os saberes e de todos os seres humanos em busca de possíveis caminhos para superá-la e para resguardar o princípio de vida. Como forma de contribuir para a reflexão do atual cenário socioambiental, o presente artigo, através de abordagem qualitativa e bibliográfica, busca, no texto bíblico de Gênesis 2,15, elementos que ajudem os seres humanos a promoverem uma nova percepção de suas atitudes ecológicas, a partir da espiritualidade e da integridade da criação.


Palavras-chave


Integridade; Criação; Espiritualidade; Crise ambiental.

Texto completo:

PDF

Referências


BOFF, L. Crise: oportunidade de crescimento. Campinas: Verus, 2002.

BOFF, L. Ecologia: teologia e espiritualidade. In: MOURA, M. C. O. (Org.). Ecologia e espiritualidade: os gritos da Mãe-Terra. Goiânia: Ed. da UCG, 2007. p. 99-115.

BOFF, L. A opção-Terra: a solução para a Terra não cai do céu. Rio de Janeiro: Record, 2009.

BOFF, L. Saber cuidar: ética do humano – compaixão pela terra. 18 ed. Petrópolis: Vozes, 2012.

BOFF, L. Ecologia: grito da Terra, grito dos pobres: dignidade e direitos da Mãe Terra. Ed. rev. e ampl. Petrópolis: Vozes, 2015.

CARTA DA TERRA, 2000. Disponível em: http://www.mma.gov.br/estruturas/agenda21/_arquivos/carta_terra.pdf. Acesso em 23 abr. 2018.

CASALDÁLIGA, P. Nossa Espiritualidade. 3. ed. São Paulo: Paulus, 2003.

CUNHA, R. I. A. (Org.). Criação de um outro mundo, Gênesis 1-11: nossa criação de um outro mundo possível. São Leopoldo: Cebi, 2007.

DIAS, M. J. M. Justiça, Paz e Integridade da criação. Relatório de projeto (Mestrado em Ciências da Religião) — Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, Faculdade de Ciência Política, Lusofonia e Relações Internacionais, Lisboa, 2012.

FÁVERO, A. C. M. Compromisso da Igreja com o Homem. São Paulo: Loyola, 1981.

FRANCISCO. Carta Encíclica Laudato Si’: sobre o cuidado da casa comum. 1. ed. São Paulo: Paulinas, 2015.

LARRAÑAGA, I. O Irmão de Assis. 9. ed. São Paulo: Paulinas, 1980.

LOPES, M. O que entendemos por “Ecoespiritualidade”. Revista Ribla, São Paulo, n. 65, p. 15-22, 2010.

REIMER, H. Toda Criação: Ensaios de Bíblia e Ecologia. São Leopoldo: Oikos, 2006.

REIMER, H. Hermenêutica ecológica de textos bíblicos. In: MOURA, M. C. O. (Org.). Ecologia e espiritualidade: os gritos da Mãe-Terra. Goiânia: Ed. da UCG, 2007. p. 15-28.

RICHTER REIMER, I. Criação e Bíblia. In: BEOZZO, J. O. (Org.). Ecologia: cuidar da vida e da integridade da criação. São Paulo: Paulus, 2006. p. 115-150.

SCHWANTES, M.; GEBARA, I.; JARSCHEL, H.; ANJOS, M. F.; SOUZA, L. R.; SILVA, A. A.; BORAN, J.; BEOZZO, J. O. (org.). Curso de verão: ano V. São Paulo: Paulinas, 1991.

SECONDIN, B. Espiritualidade em diálogo: novos cenários da experiência espiritual. Tradução Tomás Belli. São Paulo: Paulinas, 2002.

SHELDRAKE, P. Espiritualidade de teologia: vida cristã e fé trinitária. Trad. Ricardo Gouveia. São Paulo: Paulinas, 2005.

VENTURA, T. Falar de espiritualidade a partir de rupturas epistemológicas: uma proposta para pensar na espiritualidade de Jesus. Revista Ribla, São Paulo, n. 65, p. 63-68, 2010.

WÉNIN, A. O Homem Bíblico: Leituras do Primeiro Testamento. Trad. Maurilo D. Sampaio. São Paulo: Loyola, 2006.

WESTERMANN, C. Genesis 1-11: a commentary. Minneapolis: Augsburg Publishing House, 1987.




DOI: https://doi.org/10.7213/2175-1838.13.002.AO02

Apontamentos

  • Não há apontamentos.