Igreja em saída: compromissos e contradições na proposta missionária do Papa Francisco

Autores

  • Paulo Suess Instituto São Paulo de Estudos Superiores (ITESP)

DOI:

https://doi.org/10.7213/pp.v8i3.1312

Resumo

O magistério do Papa Francisco parece descortinar horizontes conciliares de saída de um inverno eclesial a serviço do mundo de hoje, depois de longos anos de um magistério tímido no aproveitamento das aberturas propostas pelo Vaticano II. O paradigma da “Igreja em saída” (Evangelii gaudium 20) inspira, não sem contradições, a possibilidade de um novo agir pastoral do encontro e da proximidade entre Povo de Deus e Igreja hierarquicamente estruturada. A “Igreja em saída” está substituindo o paradigma da “Nova Evangelização”, que remete à XIII Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos, que em 2012 discutiu sobre a nova evangelização para a transmissão da fé cristã. A Evangelii gaudium (EG), que deveria ser a síntese das Proposições daquele sínodo, foi muito além, inspirando uma renovada missão na Igreja. No entanto, sua implementação encontra obstáculos previsíveis.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ENGELS, F. As guerras camponesas na Alemanha. Editorial Presença: Lisboa, 1975.

LAS CASAS, F. B. de. Brevíssima relação da destruição das Índias: O paraíso destruído. L&PM: Porto Alegre, 1984.

POGASH, C. “Índios dos EUA levantam dúvidas sobre a santidade de Junípero Serra”. In: The New York Times, 21/01/2015, republicado em IHU Notícias, 23/01/2015.

REESE, T. “Junípero Serra, santo ou não?”. Entrevista com com Roberto Senkewicz. In: National Catholic Reporter, 15/05/2015, republicado por IHU Notícias, 28/05/2015.

SPADARO, A. Entrevista exclusiva do Papa Francisco. Paulus/Loyola: São Paulo, 2013.

SUESS, P. (org.). Conquista espiritual da América Espanhola: 200 documentos – Século XVI. Vozes: Petrópolis, 1992.

Downloads

Publicado

2016-03-24

Como Citar

Suess, P. (2016). Igreja em saída: compromissos e contradições na proposta missionária do Papa Francisco. Revista Pistis Praxis, 8(3), 659–671. https://doi.org/10.7213/pp.v8i3.1312