Educação confessional presbiteriana: do pragmatismo protestante ao calvinismo, um longo caminho

Autores

  • Antonio Maspoli de Araujo Gomes Universidade Presbiteriana Mackenzie

DOI:

https://doi.org/10.7213/2175-1838.09.003.DS03

Palavras-chave:

Confessionalidade. Educação Presbiteriana. Sistema Mackenzie de Ensino. Calvinismo. Educação Protestante.

Resumo

O sistema Mackenzie de Ensino surge em 1870 com o nascimento da Escola Americana, uma instituição paroquial, calvinista confessional. A confessionalidade, contudo, é implantada somente pela reforma dos Estatutos da Universidade, em 1999, quando o nome Universidade Mackenzie é mudado para Universidade Presbiteriana Mackenzie. A partir da análise da literatura, os objetivos deste artigo são: a) inventariar as raízes históricas da educação protestante presbiteriana; b) analisar o processo de transformação recente da educação presbiteriana, na Universidade Presbiteriana Mackenzie, de educação pragmática para educação confessional. O método de pesquisa utilizado é o histórico crítico combinado com princípios da observação participante.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Antonio Maspoli de Araujo Gomes, Universidade Presbiteriana Mackenzie

Doutor em Ciências da Religião pela UMESP. Pós-Doutor em História das Ideias pelo IEA da USP. Membro do Laboratório de Psicologia Social Estudos da Religião da USP. Professor Titular da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica da PUC-SP

Referências

ALBINO, M. “Ide por todo mundo”: a província de São Paulo como campo de missão presbiteriana — 1869–1892. Campinas: Centro de Memória da UNICAMP; São Paulo: FAPESP, 1996.

ANDERSON, W. K. et al. Espírito e mensagem do protestantismo. Trad. Nicodemus Nunes. São Paulo: Junta Geral de Educação Cristã da Igreja Metodista do Brasil, 1953.

ANDRESS, P. An Educational Approach to the Work of the protestant Church in Latin America. New York: Columbia University, 1951.

ASSIS, C. et al. Mackenzie 126 anos de ensino: valores acima do tempo. São Paulo: Instituto Presbiteriano Mackenzie, 1997.

BARBANTI, M. L. S. H. Escolas Americanas de confissão protestante na Província de São Paulo: um estudo de suas origens. 1977. Dissertação (Mestrado) — Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1977.

BASTOS, A. C. T. Carta do solitário. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1938.

BRENTANO, F. Martim Lutero. Trad. Eloy Pontes. 3. ed. Rio de Janeiro: Vecchi, 1968. (Coleção Vidas Extraordinárias).

CALVINO, J. Institución de la religión cristiana. Traducida y publicada por Cipriano

de Valera en 1597 por Luis de Usoz y Río, en 1858. Nueva edición revisada en 1967.

Países Bajos: Fundación Editorial de Literatura Reformada, 1967. v. I–v. II.

CIAMPA, A. da C. Identidade. In: Psicologia social, o homem e em movimento. 3. ed. São Paulo: Brasiliense, 1985.

CIAMPA, A. da C. A estória do Severino e a história da Severina. São Paulo: Editora Brasiliense, 1987.

CORREA, A. M. Lares, escolas e igrejas. Piracicaba: Rev. Erasmo Prese de Souza, 1980.

GARCEZ, B. N. O Mackenzie. São Paulo: Presbiteriana, 1970.

GARCIA, H. O. M. O caso Mackenzie. São Paulo: Universidade Mackenzie, nov. 1968.

GOLDMAN, F. P. Os pioneiros americanos no Brasil (educadores, sacerdotes, covos

e reis). Trad. Olívia Krahenbüll. São Paulo: Pioneira, 1972.

GOMES, A. M. de A. Religião, educação e progresso. A contribuição do Mackenzie

College para a formação do empresariado industrial de São Paulo entre 1870–

São Paulo: Mackenzie, 2000.

GOMES, A. M. de A. (Org.). Teologia, ciência e profissão. São Paulo: Fonte Editorial, 2007.

GOMES, A. M. de A. Teologia, ciência e profissão: educação teológica e a identidade profissional do teólogo no Brasil. In: GOMES, A. M. de A.; JOSÉ, G. de O. M.; ROSSI, L. A. S. Um olhar interdisciplinar sobre teologia e educação. São Paulo: Editora Reflexão, 2016.

GOMES, A. M. de A.; HACK, O. H. Reflexões sobre educação, ética e cidadania a partir do pensamento reformado. In: DE LIBERAL, M. M. C. Um olhar sobre ética e cidadania. (Coleção reflexões acadêmicas). São Paulo: Editora Mackenzie, 2002. v. I.

HACK, O. H. Protestantismo e cultura brasileira. São Paulo: Presbiteriana, 1985.

HACK, O. H. Raízes cristãs do Mackenzie e seu perfil confessional. São Paulo: Mackenzie, 2003.

IRWIN, C. H. Juan Calvino, sua vida y sua obra. México: Casa Unida, 1947.

KEY, J. S. The Rise and Development of Baptist Theological Education in Brazil, 1881–1963: a historical and interpretative survey. Fort Worth: Southwestern Baptist Seminary, 1965.

KIDDER, D. P.; FLETCHER, J. C. O Brasil e os Brasileiros (esboço historico e descritivo).

Trad. Elias Dollianiti, rev. e notas de Edgard Sossekind de Mendonça. São Paulo: Nacional, 1941. v. I–v. II.

LANE, H. M. The Protestant College at S. Paulo and Mackenzie College. Folheto escrito para propaganda do estabelecimento entre os americanos. São Paulo: Mackenzie College, 1897.

LESSA, V. da C. T. Calvino, 1509–1564, sua vida, sua obra. São Paulo: Presbiteriana, 1938.

MALINOWSKI, B. Um diário no sentido estrito do termo. Trad. Celina Cavalcante Falck. São Paulo: Record, 1997.

MENDES, M. A Escola de Engenharia “Mackenzie College” e a questão do reconhecimento

(1932–1938). 1999. Dissertação (Mestrado em Educação, Arte e História

da Cultura) — Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 1999.

MENDES, M. Mackenzie em Movimento: Conjunturas decisivas na história de uma

instituição educacional. 2005. Tese (Doutorado) — Universidade de São Paulo,

Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, São Paulo, 2005.

MENDES, M. Mackenzie em três séculos. São Paulo: Editora Mackenzie, 2013.

MENDONÇA, A. G. O celeste porvir, a inserção do protestantismo no Brasil. São Paulo: Aste, 1995.

QUARTIN, Y. O Mackenzie na Revolução Constitucionalista de 1932. São Paulo: Edicon, 1995.

RAMALHO, J. P. Prática educativa e sociedade, um estudo de sociologia da Educação.

Rio de Janeiro: Zahar, 1976. (Coleção Ciências da Educação).

RIBEIRO, B. Protestantismo no Brasil monárquico. Aspectos Culturais de Aceitação

do Protestantismo no Brasil (1822–1888). São Paulo: Pioneira, 1973.

RIBEIRO, B. Protestantismo e cultura brasileira: aspectos culturais da implantação do protestantismo no Brasil. São Paulo: Presbiteriana, 1981.

SANTOS JUNIOR, A. C. dos. A liberdade de organização religiosa e o estado laico brasileiro. São Paulo: Mackenzie, 2007.

SIMONTON, A. G. Os meios próprios para plantar o reino de Jesus Cristo no Brasil.

Documento lido perante o Presbitério do Rio de Janeiro no dia 16 de julho de 1867. 1867.

SISK, L. C. The history of Agnes Erskine College in Brazil, 1904–1970. Nashville: Tem. Peabody Teachers College, 1974.

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE. Confessionalidade, Missão, Visão, Princípios e Valores. 2016. Disponível em: <http://up.mackenzie.br/a-universidade/confessionalidade-missao-visao-principios-e-valores/>. Acesso em: 28 jul. 2016.

STEWART, C. T. Mackenzie college, Escola Americana — Notas sobre a sua história e organização. São Paulo: Mackenzie College, 1932.

THEOPHILO JÚNIOR, R. Cartulário. São Paulo: Universidade Presbiteriana Mackenzie, 2002.

VIEIRA, D. G. O protestantismo, a maçonaria e a questão religiosa no Brasil. Brasília: Universidade de Brasília, 1980.

WEBER, M. A ética protestante e o espírito do capitalismo. 8. ed. São Paulo: Pioneira, 1994.

Downloads

Publicado

2017-12-08

Como Citar

Gomes, A. M. de A. (2017). Educação confessional presbiteriana: do pragmatismo protestante ao calvinismo, um longo caminho. Revista Pistis Praxis, 9(3). https://doi.org/10.7213/2175-1838.09.003.DS03