Idosos institucionalizados: uma avaliação dos sintomas depressivos e capacidade funcional

Germano Gabriel Lima Esteves, Katrinny Dutra Silva, Bruna Pavesi Granja, Tatiele Souza de Oliveira

Resumo


Objetivou-se traçar um perfil epidemiológico dos sintomas depressivos e da incapacidade funcional em idosos institucionalizados em Rio Verde - GO, bem como identificar se esses fenômenos ocorrem de maneira diferente em função do sexo. Contou-se com 52 idosos com idade entre 60 e 94 anos. Foram respondidos: (1) Questionário sociodemográfico; (2) Escala Geriátrica de Depressão; e (3) Escala de Katz. Foram realizadas análises descritivas e teste u de mann-whitney para comparação dos postos médios em função do sexo. A maior parte da amostra apresentou sintomas depressivos (57,7%; ƒ= 30) e dependência funcional em ao menos uma função (59,6%; ƒ= 31). Entre os homens a independência é pouco menor (55,6%; ƒ= 15) do que entre as mulheres (64%; ƒ= 16). em relação à presença de doença crônica, as mulheres apresentam maior percentual (70,8%; ƒ= 17). Não houve diferença nos sintomas depressivos e a capacidade funcional em função do sexo.


Palavras-chave


Asilos para Idoso; Depressão; Institucionalização; Avaliação Psicológica.

Texto completo:

PDF

Referências


American Psychiatric Association. (2013). Diagnostic and Statistical Manual Of Mental Disorders: DSM-5. 5. Ed. London: New School Library.

Andrade, F. L. J. P., Lima, J. M. R., Fidelis, K. N. M., Jerez-Roig, J., & Lima, K. C. (2017). Incapacidade cognitiva e fatores associados em idosos institucionalizados em Natal, RN, Brasil. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, 20(2), 186-196. doi: 10.1590/1981-22562017020.160151

Barbosa, B. R., Almeida, J. M., Barbosa, M. R., & Rossi-Barbosa, L. A. R. (2014). Avaliação da capacidade funcional dos idosos e fatores associados à incapacidade. Ciência & Saúde Coletiva, 19(8), 3317- 325. doi: 10.1590/1413-81232014198.06322013

Fluetti, M. T., Fhon, J. R. S., Oliveira, A. P., Chiquito, L. M. O., & Marques, S. (2018). Síndrome Da Fragilidade Em Idosos Institucionalizados. Revista Brasileira De Geriatria E Gerontologia, 21(1), 60-69. doi: 10.1590/1981-22562018021.170098

Guedes, J., & Silveira, R. (2006). Análise da capacidade funcional da população geriátrica institucionalizada na cidade de Passo Fundo - RS. Revista brasileira de ciências do envelhecimento humano, 1(2), 10-21. doi: 10.5335/rbceh.2012.10

Katz, S., Ford, A. B., Moskowitz, R. W., Jackson, B. A. Y., & Jaffe, M. W. (1963). Studies of Illness In de aged. The Index Of ADL: A Standardized Measure of Biologycal And Psychosocial Function. JAMA, 21, 185, 914 – 919. doi: 10.1001/jama.1963.03060120024016

Lini, E. V., Portella, M. R., & Doring, M., (2016). Fatores associados à institucionalização de idosos: estudo caso-controle. Revista brasileira de geriatria e gerontologia, 19(6), 1004-1014. doi: 10.1590/1981-22562016019.160043

Lino, V. T. S., Pereira, S. R. M., Camacho, L. A. B., Filho, S. T. R. & Buskman, S. (2008). Adaptação transcultural da escala de independência em atividades da vida diária (Escala de Katz). Caderno de saúde pública, 24(1),103-112. doi:10.1590/S0102-311X2008000100010

Machado, A. G., Dornelles, P. A. L., Andrade, F. M., Fiegenbaum, M., Pádua, A. C., & Oliveira, A. A. (2017). Depression and memory decline in the elderly. Trends in Psychology, 25(4), 1829-1836. doi: 10.9788/Tp2017.4-15

Marques, J. F. S., Sá, S. C., Filho, W. F., Espírito Santo, L. R., Prince, K. A., & Oliveira, M. V. M. (2017). Transtorno depressivo maior em idosos não institucionalizados atendidos em um centro de referência. Arquivo de Ciências da Saúde, 24(4),20-24. doi:10.17696/2318-3691.24.4.2017.804

Melo, I. A. F., Kubrusly, E. S. Y Junior, A. A. P. (2011). Perfil das instituições de longa permanência para idosos no estado de Alagoas no período de 2007 a 2008. Epidemiol. Serv. Saúde, 20(1),75-83. doi: 10.5123/S1679-49742011000100009

Monteiro, S., Monteiro, B., Candida, M., Adler, N., Campos, C., Rocha, N. B. F., Paes, F., Nardi, A. E., & Machado, S. (2016). Association between depression severity and executive functioning in late-life depression: a systematic review. Medicalexpress, 3(6), M160601. doi: 10.5935/Medicalexpress.2016.06.01

Moura, S. G., Santos, T. C. M., Silva, J. B., Alves, K. L., Moreira, M. A. S. P., & Silva, A. O., (2016) Conhecendo os sintomas depressivos no idoso: um estudo transversal. Revista Ibero-Americana de saúde e envelhecimento, 2 (2), 522-542. doi: 10.24902/r.riase.2016.2(2).533

Nóbrega, I. R. A. P., Leal, M. C. C., Marques, A. P. O., & Vieira, J. C. M. (2015). Fatores associados à depressão em idosos institucionalizados: revisão integrativa. Saúde em Debate, 39(105), 536-550. doi: 10.1590/0103-110420151050002020

Nogueira, S. L., Ribeiro, R. C. L., Rosado, L. E. F. P. L., Franceschini, S. C. C., Ribeiro, A. Q., & Pereira, E. T. (2010). Fatores determinantes da capacidade funcional em idosos longevos. Brazilian journal of physical therapy, 14(4), 322-329. doi: 10.1590/S1413-35552010005000019

Oliveira, D. A. A.P., Gomes, L., & Oliveira, R. R., (2006) Prevalência de depressão em idosos que frequentam centros de convivência. Rev Saúde Pública, 40 (4), 734-736. Disponível em: Http://Www.Scielosp.Org/Pdf/Rsp/V40n4/26

Pinto Junior, E. P., Silva, I. T., Vilela, A. B. A., Casotti, C. A., Pinto, F. J. M., & Silva, M. G. C., (2016). Dependência funcional e fatores associados em idosos corresidentes. Cadernos saúde coletiva, 24(4), 404-412. doi: 10.1590/1414-462x201600040229

Polyakova, M., Sonnabend, N., Sander, C., Mergl, R., Schroeter, M. L., Schroeder, J., Schönknecht, P., (2014). Prevalence of minor depression in elderly persons with and without mild cognitive impairment: a systematic review. Journal of Affect Disord, 152-154:28-38. doi: 10.1016/j.jad.2013.09.016

Rocha, R. E. R., Mineiro, L., Boscatto, E. C., & Mello, M. F., (2016). Aptidão funcional e qualidade de vida de idosos frequentadores de uma universidade aberta da maior idade. Journal of Physical Education, 27(1), e-2725. doi: 10.4025/Jphyseduc.V27i1.2725

Rosa, T. E. C., Benício, M. H. D., Latorre, M. R. D. O. & Ramos, L. R. (2003). Fatores determinantes da capacidade funcional entre idosos. Rev. Saúde Pública. 37 (1). 40-48. doi: 10.1590/S0034-89102003000100008.

Santos, G. S., & Cunha, I. C. K. O. (2013). Avaliação da capacidade funcional de idosos para o desempenho das atividades instrumentais da vida diária: um estudo na atenção básica em saúde. Revista de enfermagem do centro oeste mineiro, 3 (3), 820-828. doi: 10.19175/recom.v0i0.421

Silva, E. R., Sousa, A. R. P., Brandão, L., & Peixoto, H. M. (2012). Prevalência e fatores associados à depressão entre idosos institucionalizados: Subsídio ao cuidado de enfermagem. Rev. Esc. Enferm. USP, 46 (6), 1387-1393. doi: https://doi.org/10.1590/S0080-62342012000600015

Silva, J. K. S., Albuquerque, M. C. S., Souza, E. M. S., Monteiro, F. S., & Esteves, G. G. L. E. (2015). Sintomas depressivos e capacidade funcional em idosos institucionalizados. Cultura De Los Cuidados, 19(41), 157- 167. doi: 10.14198/Cuid.2015.41.18

Silva, M. R., Ferretti, F., Pinto, S. S., & Tombini Filho, O. F. (2018). Sintomas depressivos em idosos e sua relação com dor crônica, doenças crônicas, qualidade do sono e nível de atividade física. Brjp, 1(4), 293-298. doi: 10.5935/2595-0118.20180056

Streit, I. A., Fortunato, A. R., Hauser, E., & Mazo, G. Z. (2017). Functional capacity and level of physical activity in centenarians of florianópolis, Brazil. Journal of Physical Education, 28. doi: 10.4025/Jphyseduc.V28i1.2815

Stoppe Júnior, A., Jacob Filho, W., & Louza Neto, M. R. (1994). Avaliação de depressão em idosos através da escala de depressão geriátrica: resultados Preliminares. Revista APB-APAL, 16(4), 149-53. doi: 10.1590/S0047-20852007000200005

Yesavage, J. A., Brink, T. L., Rose, T. L., Lum, O., Huang, V., Adey, M., & Leirer, V. O. (1983). Development and validation of geriatric depression screening scale: a preliminary report. Journal of Psychiatr Res, 17(1), 37-49. doi: 10.1016/0022-3956(82)90033-4




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/psicolargum39.105.AO10

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2021 Editora Universitária Champagnat