HIPNOSE COMO PROPOSTA PSICOTERÁPICA PARA PESSOAS COM DORES CRÔNICAS

Maurício da Silva Neubern

Resumo


O presente trabalho busca destacar a hipnose como proposta psicoterápica para pessoas com dores crônicas. O artigo parte de uma crítica às pesquisas contemporâneas, cuja influência médica e estatística não destaca importantes dimensões clínicas presentes no processo de reconfiguração da dor crônica por meio da hipnose, principalmente no que se refere aos diferentes processos subjetivos da construção do contexto relacional, da corporeidade e da produção subjetiva dos pacientes e terapeutas. Para enfatizar a proposta hipnoterápica, o trabalho destaca três dimensões, a saber, a dor crônica como processo subjetivo, a relação entre os protagonistas do processo terapêutico e o uso da linguagem. Por fim, é concluído destacando que tal proposta não consiste apenas em uma alternativa teórica para a compreensão da relação entre hipnose e dor crônica, mas no destaque de importantes zonas de sentido dessa relação que possuem exigências teóricas e metodológicas próprias e demandam uma abordagem clínica e qualitativa.

Palavras-chave


Hipnose. Dor crônica. Psicoterapia. Subjetividade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.7213/psicol.argum.32.077.AO10

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat