Igreja católica e ciências: por uma cultura do diálogo e da vida

Nilo Agostini

Resumo


A Igreja Católica, no seu interesse em conhecer, servir e evangelizar, acompanha a sociedade de nossos dias em sua contínua transformação. A partir do Concílio Vaticano II, assume o diálogo como o caminho para estar em contato com o mundo em que vive. Tem consciência de que a reflexão deve ser desenvolvida num âmbito interdisciplinar, atenta ao evoluir das situações. Realiza isso a partir da experiência de fé, captando o sentido teologal presente nas diversas realidades e acontecimentos. Acompanha o avanço das ciências, hoje em especial a Bioética, num interesse embasado na Ética e numa escuta atenta das interpelações de Deus nos sinais dos nossos tempos. Fé e ciência passam a travar um diálogo necessário, numa relação de apreço e entendimento, uma podendo oferecer à outra uma contribuição enriquecedora e complementar. Existem conquistas das ciências que são irrenunciáveis e dotadas de grande valor. A Igreja Católica oferece uma visão integral do ser humano, superando todo reducionismo, calcada no valor da vida humana e de todas as formas de vida em nosso planeta.

Palavras-chave


Ciências; Igreja católica; Fé; Bioética; Vida.

Texto completo:

PDF

Referências


AGOSTINI, N. Teologia moral: entre o pessoal e o social. Petrópolis: Vozes, 1995.

AGOSTINI, N. A crise ecológica: o ser humano em questão. Atualidade da proposta franciscana. In: SILVA MOREIRA, A. da. (Org.). Herança franciscana. Petrópolis: Vozes, 1996. p. 199-219.

AGOSTINI, N. As conferências episcopais: América Latina e Caribe. Aparecida: Santuário, 2007.

AGOSTINI, N. Ética: diálogo e compromisso. São Paulo: FTD, 2010.

AGOSTINI, N. Introdução à teologia moral: o grande sim de Deus à vida. 3. ed. Petrópolis: Vozes, 2011.

ANDRÉS, J. R. F. Teologia moral fundamental. 3. ed. Madrid: Biblioteca de Autores Cristianos, 1999. (Serie Manuales de Teología n. 8).

BENTO XVI. Fede e scienza: un dialogo necessário. A cura di Umberto Casale. Vaticano: Libreria Editrice Vaticana; Torino: Lindau, 2010.

BENTO XVI. Bento XVI aos estudantes católicos: não sejam medíocres, sejam santos. 2010. Disponível em: . Acesso em: 8 mar. 2013.

BRUNO, G.; GALILEI, G. Sobre o infinito, o universo e os mundos: o ensaiador. São Paulo: Abril Cultural, 1973.

CONCÍLIO VATICANO II. A Igreja no mundo de hoje: constituição pastoral Gaudium et Spes. Petrópolis: Vozes, 1982.

CONFERÊNCIA GERAL DO EPISCOPADO LATINO-AMERICANO II. A Igreja na atual transformação da América Latina à luz do Concílio. 7. ed.

Petrópolis: Vozes, 1980.

CONGREGAÇÃO PARA A EDUCAÇÃO CATÓLICA. Orientações educativas sobre o amor humano. L´Osservatore Romano, 1983. (Publicado também em SEDOC, Petrópolis, v. 16, p. 771-792, 1984).

CONGREGAÇÃO PARA A EDUCAÇÃO CATÓLICA. A Doutrina social da igreja na formação presbiteral. Petrópolis: Vozes, 1989.

CONSELHO PONTIFÍCIO PARA A FAMÍLIA. Sexualidade humana: verdade e significado. Orientações educativas em família. Petrópolis: Vozes, 1996.

DOUCET, L. La foi affrontée aux découvertes scientifiques. Lyon: Chronique Sociale, 1987.

ECCLESIA CATHOLICA. Conferenza episcopale piemontese. Gruppo di ricerca. I cristiani nell’epoca tecnologica. Leumann, Torino: Elle Di Ci, 1986.

GALVÃO, H. N. Notas sobre os conceitos de criação e pessoa. Communio, v. 20, n. 3, p. 276-279, 2003.

GUILLEBAUD, J.-C. O princípio de humanidade. Aparecida: Ideias & Letras, 2008.

JOÃO PAULO II. Familiaris Consortio. 3. ed. São Paulo: Loyola, 1982.

JOÃO PAULO II. Carta encíclica Sollicitudo Rei Socialis. Petrópolis: Vozes, 1988 .(Documentos Pontifícios, n. 218).

JOÃO PAULO II. Carta encíclica Centesimus Annus. Petrópolis: Vozes, 1991. (Documentos Pontifícios, n. 241).

JOÃO PAULO II. Carta encíclica Veritatis Splendor. Petrópolis: Vozes, 1993. (Documentos Pontifícios, n. 255).

JOÃO PAULO II. Carta encíclica Evangelium Vitae. Petrópolis: Vozes, 1995. (Documentos Pontifícios, n. 264).

JOÃO PAULO II. Carta encíclica Fides et Ratio. Petrópolis: Vozes, 1998.

(Documentos Pontifícios, n. 275).

LAZLO, E. Conexão cósmica: guia pessoal para a emergente visão da ciência. Petrópolis: Vozes, 1999.

LOURENÇO, M. Razão e discurso: os católicos e o controle de natalidade. Petrópolis: Vozes, 2000.

MORIN, E. Ciência com consciência. Portugal: Europa-América, 1984.

OLIVEIRA, M. A. de. Relevância dos desdobramentos da física quântica e da biogenética para o agir e pensar atuais. In: LIMA, D. N. de; TRUDEL, J. Teologia em diálogo. São Paulo: Paulinas, 2002. p. 175-205.

PAULO VI. Encíclica Eclesiam Suam. Petrópolis: Vozes, 1964. (Documentos Pontifícios, n. 147).

PAULO VI. O valor religioso do Concílio. In: KLOPPENBURG, B. (Org.). Concílio Vaticano II: quarta sessão. (nov.-dez. 1965). Petrópolis: Vozes, 1966.

PAULO VI. Exortação apostólica Evangelii Nuntiandi. 6. ed. Petrópolis: Vozes, 1984. (Documentos Pontifícios, n. 188).

PIO XI. In multis solaciis (28 de outubro de 1936). Acta Apostolicae Sedis, n. 28, p. 421, 1936.

PONTIFÍCIO CONSELHO “COR UNUM”. A fome no mundo. Um desafio de todos: o desenvolvimento solidário. Petrópolis: Vozes, 1997.

POUPARD, P. Science et foi. Tournai: Desclée International, 1982.

SÃO BOAVENTURA. Itinerarium mentis in Deum (1259). Quaracchi:

Edizioni di Quaracchi, 1882-1902.

SGRECCIA, E. Manuale di bioetica. Milano: Vita e Pensiero, 1988.

STRUMIA, A. Scienze e la pienezza della razionalità. Siena: Cantagalli, 2003.

TETTAMANZI, D. Bioetica: nuove frontiere per l’uomo. 2. ed. riveduta e ampliata. Casale Monferrato: PIEMME, 1990.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/revistapistispraxis.7680

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.