Teologia moral, bioética e cultura da morte: desafios para a Pastoral

José Antonio Trasferetti

Resumo


Este artigo objetiva explicitar a Teologia Moral em suas relações práticas com o cotidiano da sociedade civil em contexto de crise social. Num universo multicêntrico, sem um princípio moral estruturante, os desafios são imensos, sobretudo diante do vasto campo da bioética e da “cultura da morte” presente na sociedade latino-americana. Neste artigo, vamos considerar a Teologia Moral e sua produção num contexto de crise social. Na verdade, trata-se de apresentar caminhos, orientações práticas para a realização de escolhas morais que permitam aprimorar o sentido da vida em ambientes de pluralismos abertos sem um horizonte de estrutura definido. A teologia moral enquanto ciência prática deve produzir uma reflexão que contribua para a formulação de uma consciência que permita o pleno discernimento tendo em vista escolhas morais consistentes e precisas.#]

 

 

Este artigo objetiva explicitar a Teologia Moral em suas relações práticas com o cotidiano da sociedade civil em contexto de crise social. Num universo multicêntrico, sem um princípio moral estruturante, os desafios são imensos, sobretudo diante do vasto campo da bioética e da “cultura da morte” presente na sociedade latino-americana. Neste artigo, vamos considerar a Teologia Moral e sua produção num contexto de crise social. Na verdade,

1 Coordenador do Programa de Pós-Graduação Strictu sensu em Filosofia da PUC-Campinas (2004-2007). Diretor da Faculdade de Filosofia da mesma universidade (2006-2010). Editor da revista Prhónesis (2004-

2007). Presidente da Sociedade Brasileira de Teologia moral (2003-2009).

trata-se de apresentar caminhos, orientações práticas para a realização de escolhas morais que permitam aprimorar o sentido da vida em ambientes de pluralismos abertos sem um horizonte de estrutura definido. A teologia moral enquanto ciência prática deve produzir uma reflexão que contribua para a formulação de uma consciência que permita o pleno discernimento tendo em vista escolhas morais consistentes e precisas.#]


Palavras-chave


Teologia moral; Bioética; Cultura da morte.

Texto completo:

PDF

Referências


AGOSTINHO, S. A verdadeira religião. São Paulo: Paulinas, 1987.

BAUMAN, Z. Ética pós-moderna. São Paulo: Paulus, 1997.

BERNARD, J. A bioética. São Paulo: Editora Atica, 1998.

CAMPANHA da Fraternidade. Fraternidade e defesa da vida. Texto Base: Brasilia, 2008.

CHIAVACCI, E. Breves lições de bioética. São Paulo: Paulinas, 2004.

COMBLIN, J. A profecia na igreja. São Paulo: Paulus, 2008.

CONCÍLIO VATICANO II. A Igreja no mundo de hoje: constituição pastoral Gaudium et Spes. Petrópolis: Vozes, 1982.

CONGREGAÇÃO PARA A DOUTRINA DA FÉ. Donum Vitae, 1987.

DASTUR, F. A Morte. Ensaio sobre a finitude. São Paulo: Difel, 2002.

DOCUMENTO DE APARECIDA. Texto conclusivo da V Conferencia Geral do Espiscopado Latino-americano e do Caribe. São Paulo: Paulus, 2007.

GARRAFA, V.; PESSINI, L. Bioética: poder e injustiça. São Paulo: Loyola, 2003.

HÄRING, B. Livres e fiéis em Cristo. Teologia moral para sacerdotes e leigos. São Paulo: Paulinas, 1982.

HÄRING, B. Teologia moral para o terceiro milenio. São Paulo: Paulinas, 1989.

HARVEY, D. Condição pós-moderna. São Paulo: Loyola, 1992.

HEIDEGGER, M. Ser e tempo. Petrópolis: Vozes, 1989. (Parte II).

JOAO PAULO II. Carta encíclica Evangelium Vitae. São Paulo: Loyola, 1995.

JUNGES, J. R. Bioética: hermenêutica e casuística. São Paulo: Loyola, 2006.

KEENAN, J. Ética teológica no contexto mundial. Aparecida: Santuário, 2010.

KÜBLER-ROS, E. Sobre a morte e o morrer. São Paulo: Martins Fontes, 1981.

LÉVINAS, E. Humanismo do outro homem. Petrópolis: Vozes, 1993.

OLIVEIRA, M. A. Ética e sociabilidade. São Paulo: Loyola, 1993.

OLIVEIRA, M. A. Desafios éticos da globalização. São Paulo: Paulinas, 2001.

OLIVEIRA, M. F.; CALLIA, M. H. P. Reflexões sobre a morte no Brasil. São Paulo: Paulus, 2005.

PESSINI, L.; BARCHIFONTAINE, C. P. Bioética: alguns desafios. São Paulo: Loyola, 2001.

PESSINI, L. Bioética: um grito por dignidade de viver. São Paulo, 2006.

PESSINI, L.; BARCHIFONTAINE, C. P. Buscar sentido e plenitude de vida. São Paulo: Paulinas, 2008.

REALI, G. O saber dos antigos: terapia para os tempos atuais. São Paulo: Loyola, 1999.

SANTOS, F. S. A arte de cuidar: saúde, espiritualidade e educação. São Paulo: Comenius, 2010. doi:10.1590/S1981-77462010000300015.

SCHOCKENHOFF, E. O Desafio do pluralismo. In: KEENAN, J. Ética teológica católica no contexto mundial. Aparecida: Santuario, 2010. p. 369-381.

TRASFERETTI, J. A. Ética da misericórdia. Petrópolis: Vozes, 1999.

TRASFERETTI, J. A. Filosofia, ética e mídia. 2. ed. Campinas: Alínea, 2007.

VIDAL, M. Dez palavras-chave em moral do futuro. São Paulo: Paulinas, 2003.

VIEIRA, A. A arte de morrer. São Paulo: Nova Alexandria, 2000.

ZACARIAS, R.; TRASFERETTI, J. Ser e cuidar: da ética do cuidado ao cuidado da ética. Aparecida: Santuario, 2010.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/revistapistispraxis.7678

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.