A formação do professor de Ensino Religioso: [T] o impacto sobre a identidade de um componente curricular

Sérgio Rogério Azevedo Junqueira, Edile Maria Fracaro Rodrigues

Resumo


A presença do Ensino Religioso no currículo escolar tem sido atribulada. Daí a importância de se conhecer a história das disciplinas e compreender o processo de formação e profissionalização dos docentes. O presente artigo discute aspectos da formação dos profissionais da educação e sua identidade docente para traçar um paralelo com a formação do professor de Ensino Religioso. Apresenta pesquisas tipo ‘estado da arte’ que compreendem o período entre 1995 e 2010 em relação a oferta de curso de formação e produção científica. As pesquisas no campo da formação de professores para o Ensino Religioso no cenário brasileiro discutem com maior ênfase a formação continuada. Percebe-se também a ausência de uma reflexão sistematizada para verificação da atuação do egresso com a prática pedagógica. Contudo, fica evidente que o Ensino Religioso se configura como uma área de estudos e comunidade de cientistas que se empenha na pesquisa e na extensão.


Palavras-chave


Formação docente; Ensino religioso; Perfil pedagógico.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Poder Legislativo, Brasília, DF, 23 dez. 1996. p. 27833.

BRASIL. Lei n. 9.475, de 22 de julho de 1997. Dá nova redação ao art. 33 da Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 23 jul. 1997. p. 15824.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Básica. Resolução n. 4, de 13 de julho de 2010.

Define Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a Educação Básica. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 14 jul. 2010a. Seção 1, p. 824.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Básica. Resolução n. 7, de 14 de dezembro de 2010. Fixa Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental de 9 (nove) anos. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 15 dez. 2010b. Seção 1, p. 34.

CARON, L. Cursos de formação de professores. Brasília: Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, 1997.

DELORS, J. (Coord.). Educação: um tesouro a descobrir. Relatório para a UNESCO da Comissão Internacional sobre Educação para o século XXI. São Paulo: Cortez; Brasília: MEC; Unesco, 1998.

HOFF, M. O Ensino Religioso e a escola reflexiva. In: JUNQUEIRA, S. R. A.; OLIVEIRA, L. B. Ensino Religioso: memórias e perspectivas. Curitiba: Champagnat, 2005. p. 227-234.

IMBERNÓN, F. Formação permanente do professorado: novas tendências. São Paulo: Cortez, 2009.

JUNQUEIRA, S. História, legislação e fundamentos do Ensino Religioso. Curitiba: Ibpex, 2008.

JUNQUEIRA, S. Processo de escolarização do Ensino Religioso. Petrópolis: Vozes, 2002.

OLIVEIRA, L. B. et al. Ensino Religioso no Ensino Fundamental. São Paulo: Cortez, 2007.

RODRIGUES, E. M. F.; JUNQUEIRA, S. R. A. Fundamentos pedagógicos do Ensino Religioso. Curitiba: Ibpex, 2009.

ROMANOWSKI, J. P.; ENS, R. T. As pesquisas denominadas do tipo “estado da arte” em educação. Revista Diálogo Educacional, v. 6, n. 19, p. 37-50, set./dez. 2006.

SANTOS, B. S. A crítica da razão indolente: contra o desperdício da experiência. São Paulo: Cortez, 2000. v. 1.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis: Vozes, 2002.

TEIXEIRA, F. L. C. Dialogando para dialogar: a caminho de uma escuta sensível da musicalidade do outro. Último Andar, n. 15, p. 13-25, dez. 2006.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/revistapistispraxis.06.002.ds10

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.