O toque inefável de Deus na alma-da-alma: reflexões sobre a mística em Edith Stein

Clelia Peretti

Resumo


O presente artigo discute a mística em Edith Stein a partir da análise fenomenológica da experiência mística carmelina. Apresenta elementos de compreensão da busca da verdade e seu sentido. A mística em Edith Stein é existencial, relacional, encarnada e trinitária. A conversão ao cristianismo conduz a filósofa à compreensão do caminho fenomenológico, perpassado pelo pensamento de Tomás de Aquino que contribui no esclarecimento do conceito de Deus e do ser humano como pessoa, um ser livre aberto à transcendência. No seu itinerário investigativo estabelece uma conexão entre teologia e filosofia e entre saber e crer. A experiência mística é discutida como fenômeno religioso, que se dá no sujeito místico e se comunica por meio de símbolos ou testemunhos. Ela analisa este fenômeno a partir da experiência São João da Cruz e Teresa D’Ávila. A vivência mística pressupõe o conhecimento e a fé, é uma realidade própria, experienciada, vivida, testemunhada e documentada de encontro com Deus, Verbo divino Encarnado. A teologia mística tem seu ápice na Ciência da Cruz, vida vivida em conformidade com este símbolo. A experiência mística atravessa a complexa unidade de corpo, psique e alma e as complexas unidades de sentido das vivências. A alma é o “lugar” da união mística e a Trindade é “lugar” da comunhão pela qual é possível ascender “para” Cristo, quando se está “em” Cristo. O caminho da mística é o encontro com Deus que, sendo o Amor eterno, apresenta-se como um fogo devorador. “Deus é amor”. Ser possuído por Deus, quando o espírito estiver preparado, é inflamar-se em amor.


Palavras-chave


Edith Stein. Mística cristã. Conhecimento da alma. Fenomenologia.

Texto completo:

PDF

Referências


AGOSTINHO. Solilóquios e a vida feliz. São Paulo: Paulus, 1998.

ALES BELLO, A. A Fenomenologia do Ser Humano: traços de uma filosofia no feminino. Trad. Antonio Angonese. Bauru: Edusc, 2000.

ALES BELLO, A. Edith Stein: A Paixão pela Verdade. Trad. e rev. José Queiroz; rev. (org.) Márcio Luiz Fernandes, Clélia Peretti, Jacinta Turolo Garcia. Curitiba: Juruá, 2014.

ALTANER, B., STUIBER, A. Patrologia. Vida, obras e doutrina dos Padres da Igreja, Rio de Janeiro, Lumen Christi, 2003.

CODA, P. La mistica trinitaria: dal castello interiore al castello esteriore. In: MANGANARO, P. L’anima e il suo oltre: Ricerche sulla mistica cristiana. Roma: OCD, 2006.

BÍBLIA. A Bíblia de Jerusalém. Nova edição rev. e ampl. São Paulo: Paulus, 2015.

PSEUDO-DIONÍSIO, O Areopagita. Obra Completa. Trad. Roque Aparecido Frangiotti. São Paulo: Paulus, 2004.

SANCHO FIRMIN, J. Introdução. In: STEIN, E. Ser finito e ser eterno. Coord. João Ricardo Moderno; trad. Zaíra Célia Crepaldi. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2019a.

SANCHO FERMIN, J. Introdução Geral. In: STEIN, E. Obras Completas I: Escritos autobiográficos e Cartas. Madrid: Ed. Monte Carmelo, 2002.

SECONDINI, Bruno. A mística no século XX: Teorias e experiencias. A presença de São João da Cruz. Disponível em: https://mensagensdofreipetroniodemiranda.blogspot.com/ 2013/08/a-mistica-no-seculo-xx-teorias-e.html. Acesso em: 24 março 2021.

LISPECTOR, C. A Paixão segundo G.H. Rio de Janeiro: Rocco, 2009.

MANGANARO, Patrizia. L’anima e il suo oltre. Ricerche sulla mistica cristiana. Roma: OCD, 2000.

MANGANARO, P. Verso l’Altro: l’esperienza mistica tra interiorità e trascendenza. Roma: Città Nuova, 2002.

MANGANARO, P. Alteridade, filosofia, mística: entre fenomenologia e epistemologia. Memorandum, v. 6, p. 3-24, 2004. Disponível em: http://www.fafich.ufmg.br/ ~memorandum/artigos06/manganaro01.htm. Acesso em: 22 mar. 2020.

MANGANARO, P. Fenomenologia da Relação: A pessoa humana em Edith Stein. Trad. Clélia Peretti. Curitiba: Juruá, 2016.

SAVIAN FILHO, J. O toque do inefável: Apontamentos sobre a experiência mística de Deus em Edith Stein. Bauru: Edusc, 2000.

STEIN, E. Vida de uma família judia e outros escritos autobiográficos. Trad. Maria do Carmo Ventura Wollny, Renato Kirchner; rev. técn. Juvenal Savian Filho. São Paulo: Paulus, 2018.

STEIN, E. Ser finito e Ser eterno. Coord. João Ricardo Moderno; trad. Zaíra Célia Crepaldi. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2019a.

STEIN, E. A Ciência da Cruz: Estudo sobre São João da Cruz. Trad. D. Beda Kruse. 7. ed. São Paulo: Loyola, 2013.

STEIN, E. Caminos del conocimiento de Dios. La teología simbólica del Areopagita y sus supuestos prácticos. In: STEIN, E. Escritos Espirituales. Trad. Francisco Javier Sancho Fermín. Madrid: Biblioteca de Autores Cristianos, 2010.

STEIN, E. Il problema dell’empatia. 2. ed. Trad. E. Costantini, E. Schulze-Costantini. Roma: Studium, 1998.

STEIN, E. Edith Stein: Texto sobre Husserl e Tomas de Aquino. Trad. De Ursula Anne Matthias... [et.] revisão da trad. e revisão técnica de Juvenal Savian Filho. São Paulo: Paulus, 2019b.

TUROLDO GARCIA, A. J; ALES BELLO, A. In: STEIN, E. Vida de uma família judia e outros escritos autobiográficos. Trad. Maria do Carmo Ventura Wollny, Renato Kirchner; rev. técn. Juvenal Savian Filho. São Paulo: Paulus, 2018.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/2175-1838.13.espec.DS14

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2021 Editora Universitária Champagnat

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.