Não há interconfessionalidade sem uma reforma da Igreja: reflexões à luz da recepção dos resultados do diálogo católico-luterano no interior da Igreja católica

Lubomir Zak, Marcio Luiz Fernandes

Resumo


O presente estudo tem como objetivo discutir a tese de que uma autêntica e fecunda
interconfessionalidade não pode ser realizada sem uma corajosa reforma da Igreja e,
por conseguinte, do cristianismo como um todo. Por sua vez, queremos verificar quais
problemas surgem na recepção da ideia de conectar a interconfessionalidade e a reforma
da Igreja. Toda a reflexão será pautada pelo horizonte interpretativo oferecido pela
celebração do V centenário da reforma de Martinho Lutero. Desse modo, apresentamos
tal celebração como um evento que permitiu a manifestação do grau de maturidade
ecumênica da Igreja católica na sua capacidade de interpretar os eventos em torno da
Reforma luterana. A Igreja católica tem uma tarefa importante de revisão de suas
narrativas históricas e teológicas precedentes para, por sua vez, poder desenvolver
internamente uma convicta abertura ao princípio e à experiência de
interconfessionalidade.


Palavras-chave


Martinho Lutero. Reforma da Igreja. Interconfessionalidade. Ecumenismo.

Texto completo:

PDF

Referências


ACCATTOLI, L. Quando o Papa pede perdão. Todos os mea culpa de João Paulo II. São

Paulo: Paulinas, 1997.

BAPTISTA, P. (Ed.). Lutero e a Reforma: 500 anos. Horizonte, Belo Horizonte, v. 14, n.

, out./dez. 2016.

BIRMELÉ, A. Comprendere l’attuale situazione ecuménica. Studi ecumenici, v. 36, n.

-4, 2018

BURIGANA, R. Cosa leggere? Note per una bibliografia sulla Riforma del XVI secolo e

sulle sue eredità. Revista de Teologia e Ciências da Religião, v. 6, n. 2, p. 265-302, 2016.

BURIGANA, R. Ecclesia semper reformata: la Riforma della Chiesa a 500 anni da Lutero.

Paralellus. Revista de Estudos de Religião - UNICAP, v. 8 n. 19, p. 407-430, 2017.

BURIGANA, R. Non siamo più estranei, anzi.... Luterani e cattolici dalla

contrapposizione al dialogo. Apulia Theologica, v. 3, p. 257-274, 2017.CASTILLO, J. M.

Uma carta aberta ao Papa Francisco. Disponível em: http://www.ihu.unisinos.br/78-

noticias/603147-uma-carta-aberta-ao-papa-francisco-por-jose-maria-castillo. Acesso

em: 28 ago. 2020.

CONCILIO VATICANO II. Decreto Unitatis Redintegratio sobre o Ecumenismo. In:

DOCUMENTOS DO CONCÍLIO VATICANO II. São Paulo: Paulus, 1997

COMISSÃO LUTERANA - CATÓLICO-ROMANA PARA A UNIDADE. Declaração Conjunta

sobre a Doutrina da Justificação – 1999. Disponível em:

http://www.luteranos.com.br/conteudo/declaracao-conjunta-sobre-a-doutrina-dajustificacao-

Acesso em: 18 ago. 2020.

COMISSÃO LUTERANA - CATÓLICO-ROMANA PARA A UNIDADE. Do conflito à

comunhão. Comemoração conjunta Católico-Luterana da Reforma em 2017.

Disponível em: https://tinyurl.com/y25wopvp. Acesso em: 18 ago. 2020.

DE MICO, N; ŽAK, L. Lettere di Adriano VI su Martin Lutero e la riforma della Chiesa.

Roma: Nova Millennium Romae, 2018.

DISEMBEDDING CHRISTIANITY. The Reformation Era and the Secularization of

Western Society: In: DALFERTH, I. U. (ed.). Reformation und Säkularisierung. Zur

Kontroverse um die Genese der Moderne aus dem Geist der Reformation, Mohr

Siebeck, Tübingen 2017. p. 25-55.

GARRAPUCHO, F.; MAÇANEIRO, M.; WOLFF, E. (Eds.). Igreja e Reforma. Pistis e Práxis,

Curitiba, v. 9, n. 2, mai./ago., 2017.

GREGORY, B. S. The Unintended Reformation. How A Religious Revolution Secularized

Society. Cambridge: The Belknap Press of Harvard University Press, 2012.

GREGORY, B. S. Disembedding Christianity. The Reformation Era and the

Secularization of Western Society. In: DALFERTH, I.U. (ed.). Reformation und

Säkularisierung. Zur Kontroverse um die Genese der Moderne aus dem Geist der

Reformation, Tübingen: Mohr Siebeck, 2017, pp. 25-55.

HERMS, E.; ŽAK, L. (edd.). Taufe und Abendmahl im Grund und Gegenstand des Glaubens.

Theologische Studien zur römisch-katholischen und evangelisch-lutherischen Lehre,

Mohr Siebeck. Tübingen: Lateran University Press, 2017. p. 523-525.

JOÃO PAULO II. Carta do ao cardeal Johannes Willebrands por ocasião do 5º centenário

do nascimento de Martinho Lutero. 31 de outubro de 1983. Disponível em:

https://tinyurl.com/y69moaqf. Acesso em: 18 ago. 2020.

FRANCISCO. Conferência de imprensa durante o voo de regresso da Armênia. 26 de junho

de 2016a. Disponível em: https://tinyurl.com/y3d7sjmk. Acesso em: 18 ago. 2020.

FRANCISCO. Oração ecuménica na catedral Luterana de Lund – Homilia do Santo Padre.

de outubro de 2016b. Disponível em: https://tinyurl.com/y6g5lkgs. Acesso em: 18

ago. 2020.

FRANÇA MIRANDA, M. Instituição e indivíduo na reforma eclesial de Lutero e de

Francisco. Perspectiva Teológica, v. 49, n. 1, p.17-40, 2017.

GREGORY, B. S. The Unintended Reformation. How a Religious Revolution Secularized

Society. Cambridge Mass: HUP, 2012.

LEÃO XIII. Carta Encíclica Diuturnum illud. 26 de junho de 1881. Disponível em:

https://tinyurl.com/y2ajafpv. Acesso em: 18 ago. 2020.

MAÇANEIRO, M.; ZEFERINO, J.; LOURENÇO, V. O testemunho da graça no contexto

da comemoração da Reforma: perspectivas práticas do diálogo católico-luterano.

Estudos Teológicos, v. 58, n. 2, p. 407-422, 2018.

MAFFEIS, A. Il V Centenario della Riforma luterana: valore e significato per il cammino

ecumenico della Chiesa. Studi Ecumenici, v. 1-2, p. 287-304, 2018.

MARITANO, M. Richiesta di perdono e purificazione della memoria: la “caccia alle

streghe” e il caso Galileo. Salesianum, v. 63, p. 537-563, 2001.

PETRÁČEK, T. Západ a jeho víra. 9,5 teze k dopadům Lutherovy reformace. Praha:

Vyšehrad, 2017.

PIO X. Carta Encíclica Editae saepe. 26 de maio de 1910. Disponível em:

https://tinyurl.com/y63o5aam. Acesso em: 18 ago. 2020.

PIO X. Catecismo Maior. Roma: Tipografia Vaticana, 1905. Disponível em:

https://tinyurl.com/y2utpt3q. Acesso em: 18 ago. 2020.

RATZINGER, J. Zum Fortgang der Ökumene. Brief an den Moderator dieses Heftes.

Theologische Quartalschrift, v. 166, 1986.

RIVERA, D.; KAEFER, J.; RENDERS, H.; WIRTH, L.; SOUZA, S. (Eds.). 500 anos da

Reforma. Estudos de Religião, São Bernardo do Campo, v. 30, n. 2, mai./ago., 2016.

SINNER, R. von (Ed.). Reforma: perspectivas da teologia bíblica e históricosistemática.

Estudos Teológicos, São Leopoldo, v. 57, n. 1, jan./jun., 2017.

SINNER, R. von. Sobre a excomunhão de Lutero e sua possível revogação. Caminhos

de Diálogo. Revista Brasileira de Diálogo Ecumênico e Interreligioso, v. 7, p. 98-114, 2019.

ŠPIDLÍK, T. Pálčivá otázka českého ekumenismu. Nový život, v. 1–2, p. 35–36, 1982.

VASCONCELOS, A.; TAVARES, S. (Eds.). 500 anos da Reforma. Perspectiva Teológica,

Belo Horizonte, v. 49, n. 1, jan./abr. 2017.

WIRZ, M. Commemorare insieme il 2017: la Riforma, un evento ecclesiale ed

ecuménico. Pistis & Praxis: Teologia e Pastoral, Curitiba, v. 9, n. 2, 2017.

WOLFF, E. A hermenêutica ecumênica da fé cristã: uma contribuição ao diálogo entre

católicos e luteranos no contexto dos 500 anos da Reforma de Lutero. Perspectiva

Teológica, v. 49, p. 116-117, 2017.

WOLFF, E.; ZEFERINO, J.; COLET, R.; ANDRADE, R. (Orgs.). Ecclesia semper

reformanda: reflexões para além dos 500 anos da Reforma Protestante. Curitiba:

PUCPRESS, 2019.

WRIEDT, M.; KÖHLMOOS, M. Wahrheit und Positionalität. Theologische

Literaturzeitung, v. 12, 2014, p. 1461-1464.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/2175-1838.12.003.DS06

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Editora Universitária Champagnat

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.