Reflexões sobre o Ofício Divino à luz do Documento de Aparecida

Eunice Simões Lins Gomes, Ramon Silva Silveira da Fonseca, Jonas Periarde de Araujo Raimundo

Resumo


O presente estudo tem como proposta desenvolver uma reflexão sobre a Liturgia das Horas e sua forma adaptada, o Ofício Divino das Comunidades, sob o prisma do Documento de Aparecida. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, adotando como instrumento de análise a revisão bibliográfica. Fomentou-se a discussão da relação do Ofício Divino com o sacerdócio comum de todo o povo de Deus; a sua proposta de ressignificação da realidade humana, apresentando a unidade de seu sentido; a possível tensão existente entre a forma inculturada do rito em uma realidade latino-americana sua edição típica romana; as oportunidades de aprofundamento mistagógico da fé; bem como sua característica como fonte de espiritualidade e meditação bíblica.


Palavras-chave


Ofício Divino; Inculturação; Espiritualidade; Mistagogia.

Texto completo:

PDF

Referências


BECKHÄUSER, A. O sentido da Liturgia das Horas. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 1995.

BUYST, I. Mística e liturgia: beba da fonte! São Paulo: Paulinas, 2006.

CATECISMO da Igreja Católica. São Paulo: Loyola, 1999.

CANOPI, A. M. É doce louvar-te: lectio divina sobre os salmos. São Paulo: Paulinas, 2000.

CARPANEDO, P. O Salmo no Ofício. In: ESPIRITUALIDADE litúrgica a partir do

Ofício Divino das Comunidades. São Paulo: Paulus, 2003. (Coleção Cadernos de Liturgia, v. 12).

CARTA de juiz de fora. In: LITURGIA e subjetividade. São Paulo: Paulus, 1998. (Coleção Cadernos de Liturgia, v. 9).

CONCÍLIO VATICANO II. Sacrosanctum Concilium. In: COMPÊNDIO do Vaticano II: constituições, decretos, declarações. Petrópolis: Vozes, 2000.

p. 257-306.

CONCÍLIO VATICANO II. Lumen Gentium. In: COMPÊNDIO do Vaticano II: constituições, decretos, declarações. Petrópolis: Vozes, 2000. p. 37-117. CONGREGAÇÃO PARA O CULTO DIVINO. Instrução geral sobre a Liturgia das Horas. In: OFÍCIO Divino: Oração das Horas. São Paulo: Paulinas, Paulus, Ave-Maria; Petrópolis: Vozes, 1996, p. 10-52.

CONSELHO EPISCOPAL LATINO-AMERICANO – CELAM. Documento de Aparecida [DAp]. Brasília: Edições CNBB; São Paulo: Paulus; Paulinas, 2007.

CONSELHO EPISCOPAL LATINO-AMERICANO. Manual de liturgia: a celebração do mistério pascal. São Paulo: Paulus, 2004. v. 1.

COMBLIN, J. As sete palavras-chave do Concílio Vaticano II. In: LORSCHEIDER, A. et al. Vaticano II: 40 anos depois. São Paulo: Paulus, 2005.

CONGREGAÇÃO PARA O CULTO DIVINO E DISCIPLINA DOS SAGRAMENTOS. Diretório sobre piedade popular e liturgia. São Paulo: Paulinas, 2003.

ELIADE, M. O sagrado e o profano. São Paulo: Martins Fontes, 1992.

FONSECA, J. Cantando a missa e o ofício divino. São Paulo: Paulus, 2004.

LEBON, J. Para viver a liturgia. São Paulo: Loyola, 1993.

LUTZ, G. História, teologia e estrutura da Liturgia das horas. In: ESPIRITUALIDADE litúrgica a partir do Ofício Divino das Comunidades. São Paulo:

Paulus, 2003. (Cadernos de Liturgia, v. 12).

PAULO VI. Constituição Apostólica sobre o Ofício Divino. In: LITURGIA das Horas I: tempo do advento e do Natal. São Paulo: Paulinas, Paulus, Ave Maria; Petrópolis: Vozes, 1995.

PAULO VI. Constituição Apostólica Laudis canticum. 1970. Disponível em: . Acesso em: 29 set. 2014.

TRUDEL, J. O lugar das emoções e dos sentimentos na liturgia. In: LITURGIA e subjetividade. São Paulo: Paulus, 1998. (Coleção Cadernos de Liturgia, v. 9).




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/revistapistispraxis.07.002.ao02

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.