Sinais dos Tempos, uma questão hermenêutica

Francisca Cirlena Suzuki

Resumo


Com alegria e esperança, lança-se luz sobre os problemas do mundo, através da Gaudium et Spes, uma Constituição Pastoral. De modo simples, a Igreja Católica olha com naturalidade o que a humanidade enfrenta nos âmbitos da vida, sejam eles econômicos, políticos e/ou sociais. O olhar da Igreja Católica Apostólica Romana se voltou para as misérias humanas, em sua concretude, durante anos de discussões em conferências, aulas e muito estudo dentro do Concílio Vaticano II sob o título de os Sinais dos Tempos. Embora o termo tenha percorrido um longo caminho e recebido muitas reelaborações, contando muitas idas e vindas em busca de um entendimento para esse termo aplicado ao mundo. Ainda assim, estabelecem-se indagações a respeito de sua hermenêutica: o que teria demandado tantas reflexões dos Padres Conciliares sobre a interpretação do termo Sinais dos Tempos? Teria sido a dificuldade encontrada em articular os significados dos Sinais dos Tempos do Papa João XXIII com os Sinais dos Tempos do Evangelho (Mt 16,3)?


Palavras-chave


Sinais dos Tempos; Constituição Pastoral Gaudium et Spes; vida e esperança

Texto completo:

PDF

Referências


BOFF, C. Sinais dos Tempos:princípios de leitura. São Paulo: Edições Loyola, 1979.

FRANCISCO. Carta encíclica Laudato Si' sobre o cuidado da casa comum. São Paulo: Paulus; Edições Loyola, 2015.

COMBLIN, J. Quais os desafios dos temas teológicos atuais? São Paulo: Paulus, 2005.

CONCÍLIO VATICANO II. Constituição Pastoral Gaudium et Spes. In: Compêndio do Vaticano II. São Paulo: Paulus, 2001.

FRANCISCO. Exortação apostólica Evangelii Gaudium sobre o anúncio do Evangelho no mundo atual. 2ª. ed. São Paulo: Paulus; Edições Loyola, 2014.

FOUCAULT, M. A Ordem do Discurso: aula inaugural no Collège de France, pronunciada em 2 de dezembro de 1970; tradução Laura Fraga de Almeida Sampaio. 24 ed. São Paulo: Edições Loyola, 2014.

MANZATTO, A. "O teólogo, responsável pelo mundo". Ciberteologia - Revista de Teologia & Cultura - Ano II, n. 10, p. 67, 2007.

OTTAVIANNI, E. Doença, convalescença e ascese: o que suporta um corpo. Notas sobre o cuidado com a mãe Terra, nossa casa comum. Revista de Cultura Teológica, ano XXIV. n. 87, p. 202-230, jan./jun. 2016.

https://doi.org/10.19176/rct.i87.28563

RAHNER, K. Réflexion sur la problématique théologique d'une Constitution Pastorale. In: L'Église dans le monde de ce temps. Paris: Mame, 1967, p. 13-42.

RATZINGER, J. Das Zweite Vatikanische Konzil - Lumen gentium: kommentar. In: Lexikon für Theologie und Kirche [LThK] t. III. Freibur: Herder, 1968, p. 313-314.

RICOEUR, P. A hermenêutica bíblica. Trad. Paulo Meneses. São Paulo: Edições Loyola, 2006.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/2175-1838.11.002.AO04

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 Editora Universitária Champagnat

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.