Feminismo, subjetividades e pluralismo: crítica teológica feminista e os desafios da realidade social latino-americana

Claudio de Oliveira Ribeiro

Resumo


A pesquisa que ora realizamos está baseada em um fio condutor com três desafios de análise que a realidade atual apresenta para o contexto teológico latino-americano. Nessa etapa, apresentamos a crítica teológica feminista, em especial os questionamentos quanto aos reducionismos e incongruências que surgiram ao longo do processo latino-americano. Diante das mudanças sociais e com a intensificação da pluralidade
e da complexidade da realidade social, ao menos três necessidades requerem acuidade nas análises. A primeira enfatiza a necessidade de alargamento metodológico para uma compreensão mais apurada da complexidade social, que possa fugir das explicações e formulações dicotômicas e bipolares. A segunda reside em uma articulação mais adequada entre a racionalidade que marca a reflexão teológica latino-
-americana com as dimensões da subjetividade humana que emergem fortemente na atualidade, o que requer formas novas, gratuitas e mais autênticas de espiritualidade. A terceira está em torno de um aprofundamento das questões que emergem da valorização do pluralismo religioso e como tal positivação incide no fortalecimento da democracia, das práticas ecumênicas e de cunho libertador e da defesa dos direitos humanos e da terra. Metodologicamente, optamos pela articulação em síntese da contribuição teológica de pensadoras como Ivone Gebara e Elsa Tamez, em especial as reflexões em torno das temáticas relativas à espiritualidade, às questões de gênero e à busca de lógicas inclusivas e de justiça social.

Palavras-chave


Teologia feminista; Ivone Gebara; Elsa Tamez; Teologia da Libertação.

Texto completo:

PDF

Referências


GEBARA, I. Vulnerabilidade, Justiça e Feminismos. São Bernardo do Campo: Nhaduti Editora, 2010.

TAMEZ, E. Contra toda condenação: a justificação pela fé partindo dos excluídos. São Paulo: Paulinas, 1995.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/revistapistispraxis.08.001.ao04

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.