O coração e seus cuidados: interações entre medicina da alma e medicina do corpo em sermões brasileiros do século XVII e XVIII

Marina Massimi

Resumo


O presente artigo analisa o emprego da metáfora do coração em sermões pregados no Brasil no período colonial, buscando apreender seu significado e função no universo cultural da época e no âmbito da tradição ocidental. O coração adquire um papel especialmente relevante tendo em vista seu lugar central na vida espiritual, segundo a perspectiva bíblica, e tendo em vista sua dimensão de interface entre a dimensão somática e a dimensão psicológica, dimensão esta ressaltada pela ciência médica e pela antropologia filosófica. Em virtude do fato de expressar as três dimensões fundamentais da pessoa humana, o coração torna-se então o órgão mais representativo do ponto de vista antropológico e teológico. O pregador encarrega-se de transmitir esse conhecimento acerca do coração e também se coloca como médico de suas enfermidades.


Palavras-chave


Coração; Oratória sagrada; Medicina do ânimo.

Texto completo:

PDF

Referências


ALEIXO, A. SI. Oração Fúnebre das Exéquias de Dom João V. In: MACHADO, D. B. Sermões de exéquias de reis de Portugal. Lisboa: Academia Real, 1744.

BOLZONI, L. Il cuore di cristallo. Torino: Einaudi, 2010.

CONCEIÇÃO, F. A. Sermão do Serafim Chagado Príncipe dos Pobres Evangélicos na Festividade que a Igreja Católica celebra em 17 de Setembro e a Venerável Ordem Terceira da Penitencia do Rio de Janeiro, como a orago soleniza na prodigiosa impressão das Chagas Santíssimas em o Seu Seráfico Corpo pelo mesmo Redentor que na Cruz para nosso remédio as recebeu. Pregado pelo mais indigno filho seu Frei Agostinho da Conceição, Lente de Teologia, ex-ministro Provincial da Santa Província Recoleta da Conceição do Rio de Janeiro, Estado do Brasil, em o Convento do Santo Antônio Ano de 1681. Dedicado à Mesma Venerável Ordem Terceira da Penitencia, em Cuja Solenidade se Pregou. Lisboa: Ferreira, 1690.

GALIAN, D. M. C. O destronamento do coração: breve história do coração humano até o advento da modernidade. Memorandum, n. 18, p. 27-36, 2010. Disponível em: . Acesso em: 10 jan. 2010.

GRANADA, F. L. Memorial de la vida cristiana. In: GRANADA, L. Obras completas. Madrid: Biblioteca Autores Espanõles, 1945. Tomos II (organizada por D.B.C. Aribau).

JESUS, F. R. Sermão da Gloriosa Madre Santa Teresa na ocasião, em que os Religiosos Carmelitas Descalços abrirão a sua Igreja nova na Bahia, pregado pelo Muito Reverendo Padre Mestre Dr. Frei Ruperto de Jesus, Lente Jubilado em Teologia, Qualificador e Regedor do Santo Oficio, Monge do Patriarca S. Bento da Província do Brasil, no ano de 1697. Lisboa: Oficina De Manoel Lopes Ferreira, 1699.

JORI, G. Per evidenza: conoscenza e segni dell´età barocca. Torino: Marsilio, 1998.

MATTOS, F. E. Sermões do Padre Mestre Frei Eusebio de Mattos, Religioso de Nossa Senhora do Carmo da Província do Brasil. Primeira Parte, Lisboa: Oficina de Miguel Deslandes, 1694.

MASSIMI, M. A psicologia dos jesuítas: uma contribuição à história das idéias psicológicas. Psicologia, Reflexão e Crítica, v.14, n. 3, p. 625-633, 2002.

MASSIMI, M. Palavras, almas e corpos no Brasil colonial. São Paulo: Loyola, 2005.

PINNA, M. E. OSB. Viridiario Evangelico em que as Flores da Virtude illustrão com Discursos Moraes e os Frutos da Santidade se exornão com Panegyricos em Varios Sermões Parte I, II, III E IV dedicada e offerecida ao Reverendissimo Padre Fr. Joseph de S. Maria, Doutor Jubilado de Sagrada Theologia e Dignissimo Geral que foy da Religião de São Bento de Portugal e Brasil. Lisboa: Ocidental. Officina da Música. 1752.

VIEIRA, A. Sermões. Porto: Lello e Irmão, 1993. v. 5.

RAIMONDI, E. Trattatisti e narratori del seicento. Milano-Napoli: Ricciardi, 1965. v. 36.

REIS, A. SI. Sermão da Canonização do Grande Apostolo do Oriente S, Francisco Xavier Pregado no dia da Mesma Sesta, no Colégio de Rio de Janeiro Pelo P. Ângelo dos Reis da Companhia de Jesus, da província do Brasil Ano de 1703 Esteve Exposto O Santíssimo Sacramento. Lisboa: Costa Deslandes, 1709.

SKINNER, Q. The foundations of modern political thought. Cambridge: Cambridge University Press, 1978.

ZANLONGHI, G. Teatri di formazione: actio, parola e immagine nella scena gesuitica del Sei/settecento a Milano. Milano: Vita e Pensiero, 2002.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/pp.v3i2.13244

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.