A influência das Igrejas do Sul na nova conjuntura eclesial

João Décio Passos

Resumo


A presente reflexão verifica a hipótese da presença das Igrejas do Sul na conjuntura eclesial universal, gradativamente desenhada pelo Papa Francisco desde a sua eleição. Afirma que no âmbito e na sequência de uma hegemonia histórica e institucional das Igrejas do Norte as periferias foram marcando presença na inteligência central da Igreja, sobretudo a partir das possibilidades lançadas pelo Concilio Vaticano II. A eclesiologia conciliar, com os princípios da comunhão e da colegialidade, abriu efetivamente a possibilidade de uma circularidade entre centro e periferia da Igreja, sendo o período de sua recepção precisamente um jogo tenso dessa relação. O Papa Francisco é o filho dessa época e o sujeito que sintetiza em suas posturas e ministério a relação entre a unidade/centralidade e a diversidade/localidade eclesiais.


Texto completo:

PDF

Referências


BENTO XVI. Discurso Inaugural. In: CELAM. Documento de Aparecida [DAp]. Brasília: Edições CNBB, 2007. p. 267-284.

BOFF, L. Eclesiogênese: as Comunidades Eclesiais de Base reinventam a igreja. Petrópolis: Vozes, 1977.

BOFF, L. E a Igreja se fez povo: eclesiogênese, a Igreja que nasce da fé do povo. Petrópolis: Vozes, 1991.

BOFF, L. Contribuição da eclesiogênese brasileira para a Igreja universal. In: Concilium, 296- 2002/3, Petrópolis: Vozes, 2002.

CONCÍLIO VATICANO I. XXº Ecuménico (sobra la fe y la Iglesia): constituciones y cánones. In: DENZINGER, Enrique. El magisterio de la Iglesia. Barcelona: Herder, 1997. p. 413-427 [n. 1781-1840].

CONCÍLIO VATICANO II. Constituição dogmática Lumen gentium [LG]. In: Compêndio do Vaticano II. 22ª ed. Petrópolis: Vozes, 1991. p. 37-113.

CONCÍLIO VATICANO II. Decreto Christus Dominus [DC]. In: Compêndio do Vaticano II. 22ª ed. Petrópolis: Vozes, 1991. p. 401-436.

CONGAR, Y. A Igreja e o papado. São Paulo: Loyola, 2000.

FAGGIOLI, M. A luta pelo sentido. São Paulo: Paulinas, 2013.

FRANSCISCO. Exortação apostólica “Evangelii gaudium”. São Paulo: Paulinas, 2013.

FRANSCISCO. Encíclica “Laudato si’”. São Paulo: Paulus-Loyola, 2015.

KASPER, W. A Igreja Católica: essência, realidade, missão. São Leopoldo: Edição Unisinos, 2012.

KLOPPENBURG, B. Concílio Vaticano II. v. III. Petrópolis: Vozes, 1964.

LEGRAN, H. O primado romano, a comunhão entre as Igrejas e a comunhão entre os bispos. In: Concilium n. 353/3, Petrópolis: Vozes, 2013.

LIBANIO, J. B. A volta à grande disciplina: reflexão teológico-pastoral sobre a atual conjuntura da Igreja, São Paulo, Loyola, 1984.

MELLONI, A. Senatus communionis. In: Concilium n. 353/3. Petrópolis: Vozes, 2013.

MÜLLER, L. G. Pobre para os pobres: a missão da Igreja. São Paulo: Paulinas, 2014.

MÜLLER, L. G.; GUTIÉRREZ, G. Do lado dos pobres: teologia da libertação. São Paulo: Paulinas, 2014.

NEMO, P. O que é o ocidente? São Paulo: Martins, 2005.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/pp.v8i3.1282

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.