PROFECIA E SANTIDADE: experiência religiosa de João Maria

Gilberto Tomazi

Resumo


Este artigo visa recuperar alguns aspectos da mensagem, da mística e da missão de João Maria d´Agostini, considerado profeta e santo na região onde, entre os anos de 1912 a 1916, aconteceu a guerra do Contestado. Destacaremos as principais idéias que o moveram e que estiveram na base de suas pregações e diálogos. Este artigo procura considerar a sua mensagem mais original, aquela que se encontra nas mais diferentes obras existentes que tratam do assunto. Queremos, com isso, abrir um caminho de compreensão da mensagem de João Maria e de como ela foi sendo ressignificada junto aos descendentes do Contestado. Este artigo apresenta aspectos relacionados à vida, aos costumes, à religiosidade, à moral, à cosmo visão e demais dimensões da vida humana e da biodiversidade, contidas no discurso de João Maria e na memória popular do Contestado a seu respeito.


Palavras-chave


Cultura popular; Experiência religiosa; Contestado; João Maria d’Agostini.

Texto completo:

PDF

Referências


AURAS, M. Guerra do Contestado: a organização da irmandade cabocla. 2. ed. Florianópolis: Ed. da UFSC, 1995.

ÁVILA DA LUZ, A. Os fanáticos: crimes e aberrações da religiosidade dos nossos caboclos. 2. ed. Florianópolis: Ed. da UFSC, 1999.

BRITO, Ê. J.; TENÓRIO, W. (Org.). Milenarismos e messianismos ontem e hoje. São Paulo: Loyola, 2001.

CABRAL, O. R. A campanha do Contestado. 2. ed. Florianópolis: Lunardelli, 1979.

COSTA, L. O continente das Lagens: sua história e influência no sertão da Terra Firme. Florianópolis: FCC, 1982. v. 1.

D’ASSUMPÇÃO, H. T. A campanha do Contestado. Belo Horizonte:

Imprensa Oficial do Estado de Minas Gerais, 1917. v. 2.

FACHEL, J. F. Monge João Maria: recusa dos excluídos. Porto Alegre: UFRGS; Florianópolis: Ed. da UFSC, 1995.

FELIPPE, J. E. O último jagunço: folclore na história do Contestado. Curitibanos, SC: Universidade do Contestado, 1995.

GALLO, I. O Contestado: o sonho do milênio igualitário. Campinas: Ed. da Unicamp, 1999.

MACHADO, P. P. Lideranças do Contestado: a formação e a atuação das chefias caboclas (1912-1916). Campinas: Ed. da Unicamp, 2004.

MIRANDA, A. Contestado. 19. ed. Curitiba: Lítero-Técnica, 1987.

MONTEIRO, D. T. Os errantes do novo século: um estudo sobre o surto milenarista do Contestado. São Paulo: Duas Cidades, 1974.

NAPOMUCENO, D. V. R. História de Lagoa Vermelha, até o início do 3. milênio. Porto Alegre: EST, 2003.

OLIVEIRA, C. A. de. A construção e a permanência do mito de João Maria de Jesus na região do Contestado, Santa Catarina. 1992. 187 f. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 1992.

OTTEN, A. Só Deus é grande. São Paulo: Loyola, 1990.

PAUWELS, Pe. G. J. Contribuição para o estudo do fanatismo no sertão sul-brasileiro. Rio de Janeiro: Philologia e de História, 1933. Tomo II.

QUEIROZ, M. I. P. de. O messianismo no Brasil e no mundo. 2. ed. São Paulo: Alfa-Omega, 1977.

QUEIROZ, J. J.; VALLE, J. E. R. (Org.). A cultura do povo. São Paulo: Cortez & Morais, 1979. (Coleção do Instituto de estudos especiais).

SAHLINS, M. Ilhas de história. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1990.

SINZIG, Frei P. Frei Rogério Neuhaus. 2. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 1939.

SOBRINHO, Pe. J. A. Da Lapa: verdades de arrepiar. Livro Tombo da Matriz, [S.l.], n. 4, p. 92, 1956.

STULZER, Frei A. A guerra dos fanáticos: a contribuição dos franciscanos. Petrópolis, RJ: Vozes, 1982.

TOMAZI, G. A mística do Contestado: a mensagem de João Maria na experiência religiosa do Contestado e dos seus descendentes. 2005. 416 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Religião) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2005.

______. Mística da água e cidadania, uma análise a partir das águas santas de “São” João Maria, no Contestado. Encontros Teológicos, Florianópolis, ano 19, n. 37, p. 19-35, 2004.

THOMÉ, N. Sangue suor e lágrimas no chão do Contestado. Caçador: UnC, 1992.

______. São João Maria na história do Contestado: resgate da memória. Caçador: UnC, 1997.

VINHAS DE QUEIROZ, M. Messianismo e conflito social: a guerra sertaneja do Contestado. 2. ed. São Paulo: Ática, 1977.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/pp.v1i1.10746

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.