ANÁLISE DA ATIVIDADE ELETROMIOGRÁFICA DOS MÚSCULOS DO TORNOZELO EM SOLO ESTÁVEL E INSTÁVEL

Luiz Alfredo Braun Ferreira, Luciano Pavan Rossi, Wagner Menna Pereira, Fabricio Furtado Vieira, Alderico Rodrigues de Paula Jr.

Resumo


INTRODUÇÃO: Os exercícios proprioceptivos são realizados diariamente na reabilitação com a utilização de diversos solos instáveis e com o objetivo de melhorar a estabilidade articular através das propriedades mecânicas e sensoriais dos ligamentos, da cápsula articular e da atividade fusal dos músculos ao redor da articulação. As mudanças na característica mioelétrica dos músculos em atividade podem ser identificadas através da eletromiografia de superfície (EMG), podendo oferecer informações importantes sobre o comportamento dos músculos quando submetidos aos diversos tipos de sobrecarga. OBJETIVOS: O presente estudo tem por objetivo analisar e comparar a atividade eletromiográfica dos músculos tibial anterior, tibial posterior, fibular longo e gastrocnêmios medial e lateral em três solos instáveis e no solo estável. METODOLOGIA: Foram selecionados 20 indivíduos, de ambos os sexos, ativos e saudáveis para o estudo, e todos foram sumetidos a uma avaliação antropométrica e à aplicação de um protocolo de coleta que envolvia o aquecimento e a avaliação da atividade muscular em diferentes solos. RESULTADOS: Houve um aumento significativo (pd”0,05) na atividade muscular na maioria dos solos instáveis, entretanto, a cama elástica não apresentou diferenças significativas (pe”0,05) na atividade eletromiográfica, mantendo seus valores próximos ao solo estável. Foi observado que os músculos tibial anterior e fibular longo apresentaram maior ativação eletromiográfica em todos os solos analisados. Em relação aos diferentes solos, houve uma maior ativação eletromiográfica no disco proprioceptivo. Fisioter Mov. 2009 abr/jun; 22(2): 177-187 ISSN 0103-5150 Fisioter. Mov., Curitiba, v. 22, n. 2, p. 177-187, jan./mar. 2009 Licenciado sob uma Licença Creative Commons 178 Ferreira LAB, Rossi LP, Pereira WM, Vieira FF, Paula Jr. AR de CONCLUSÃO: Pode-se concluir que exercícios de perturbação em solos instáveis geram aumentos significativos da atividade eletromiográfica quando comparado ao solo estável, sendo esses exercícios um recurso valioso na reabilitação sensório-motora da articulação do tornozelo.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.