INFLUÊNCIA DA DIATERMIA POR MICROONDAS NA FORÇA DOS MÚSCULOS FLEXORES DO COTOVELO E NA ATIVIDADE ELETROMIOGRÁFICA DO MÚSCULO BÍCEPS BRAQUIAL

Wagner Menna Pereira, Luiz Alfredo Braun Ferreira, Fabrício Furtado Vieira, Luciano Pavan Rossi

Abstract


A eletromiografia possibilita o registro da atividade muscular durante o movimento, a qual, por meio de eletrodos de superfície, consegue captar a atividade global das unidades motoras durante a contração muscular. Dentre as aplicações da eletromiografia de superfície destaca-se a identificação da fadiga muscular. A fadiga muscular é considerada como uma falha ao manter um nível desejado de rendimento ou trabalho durante uma atividade repetitiva ou sustentada. No presente estudo 20 voluntários, entre homens e mulheres, com idade variando de 18 a 30 anos, foram submetidos a um protocolo exaustivo com duração de um minuto, de contração muscular isométrica máxima, em que foi obtido o sinal eletromiográfico do músculo bíceps braquial e avaliada a força dos músculos flexores do cotovelo antes e após a aplicação da diatermia por microondas, com o objetivo de analisar a influência do calor na força e na fadiga do músculo bíceps braquial. Para análise da fadiga foi utilizada a média dos valores da amplitude do sinal eletromiográfico, Root Mean Square (RMS), e a análise no domínio da frequência por meio da Transformada rápida de Fourier. Os resultados mostraram que a força dos músculos flexores do cotovelo foi reduzida de forma significativa (p<0,05) após a aplicação do calor e adversamente ocorreu um aumento da frequência mediana do músculo bíceps braquial (p<0,05). Podese concluir que a diatermia por microondas influenciou no aumento da frequência mediana do músculo bíceps braquial, indicando redução da fadiga após a aplicação de calor profundo.

Refbacks

  • There are currently no refbacks.