Cultura-mundo hipermediada: os usos das redes sociais sob a lógica do hiperconsumo

Alexandre Honório da Silva

Resumo


O artigo procura analisar os usos das redes sociais eletrônicas baseadas na internet adotando uma perspectiva na qual consumo e valores-usos da experiência nestas redes se colocam como evidências de um convívio hipermediado compartilhado. Propõe ainda perceber tais redes enquanto representações possíveis dos conceitos de cultura-mundo, proposto pelo filósofo francês Gilles Lipovetsky, e de hipermediação, proposto pelo pesquisador espanhol Carlos Scolari. Procura considerar que os fluxos e migrações que têm caracterizado contemporaneamente os usos destas redes refletem ainda a ascensão de interesses e socialidades compartilhadas. Para o artigo, os conceitos de hipermodernidade e hipermediação representam pistas para interpretações do sujeito das redes como afeito à reconfiguração constante dos vínculos que constrói em rede.

Palavras-chave


Hipermediações; Cultura-mundo; Hipermodernidade; Redes sociais

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.7213/rec.v12i27.22353

Apontamentos

  • Não há apontamentos.