Oligoquetos edáficos em sistemas de cultivo orgânico e convencional

Mônica Paul Freitas, Jair Alves Dionísio

Resumo


Os oligoquetos edáficos são os principais representantes da macrofauna e tem por função a melhoria das propriedades físicas, químicas e microbiológicas do solo. O trabalho teve como objetivo avaliar a influência dos sistemas de agricultura orgânico (SCO) e convencional (SCC) de olerícolas na densidade populacional e biomassa de oligoquetos edáficos no município de Canoinhas (SC). A coleta dos oligoquetos foi realizada utilizando-se o método do TSBF (Tropical Soil Biology and Fertility). Nos dois sistemas foram definidos, aleatoriamente, três pontos de amostragem equidistantes em 5 m, ao longo de um canteiro. Em cada ponto, foi amostrado um monólito de solo de 0,25 x 0,25 m de largura e 0,30 m de profundidade, que foi subdividido em camadas, para avaliar a distribuição vertical dos animais. Foi possível observar uma maior presença de oligoquetos no SCO, onde a maior densidade e biomassa concentraram-se na camada superficial, 0-10 cm. Os meses mais quentes e com maiores precipitações, correlacionaram-se com as maiores densidade e biomassa fresca. A família de oligoquetos edáficos mais frequente nos dois sistemas foi a Megascolecidae.

Palavras-chave


Bioindicador; Minhocas; Horticultura

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.7213/estud.biol.36.086.AO10

Apontamentos

  • Não há apontamentos.