A ALIMENTAÇÃO DA MICHOLE Diplectrum radiale (QUOY & GAIMARD, 1824) EM UM BANCO ARENO-LODOSO NA ILHA DO MEL, PARANÁ, BRASIL.

Celso Ferreira, Vinícius Abilhoa

Resumo


A alimentação do serranídeo Diplectrum radiale em um banco areno-lodoso no litoral do Paraná foi estudada. Os exemplares foram coletados com rede de arrasto com portas entre os anos de 1991 e 1992, e 137 estômagos foram analisados posteriormente no Laboratório de Ictiologia do Museu de História Natural Capão da Imbuia. A composição da dieta foi determinada pelo método de freqüência de ocorrência. A alimentação foi representada basicamente por crustáceos decápodes, peixes e poliquetas. A alimentação sofreu variações pouco marcantes, provavelmente porque houve disponibilidade dos principais itens alimentares durante o período amostral. A coleta de exemplares de D. radiale durante todas as estações do ano na região estudada permitiu inferências que esta espécie utiliza o banco areno-lodoso como área de alimentação e desenvolvimento.

Palavras-chave


Hábitos alimentares; Estuário; Serranidae

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.7213/reb.v27i60.21924

Apontamentos

  • Não há apontamentos.