A vocação de Abraão

Autores

  • Ildo Perondi Pontifícia Universidade Católica do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.7213/pp.v5i2.12887

Palavras-chave:

Abraão, Vocação, Promessa, Bênção, Fé.

Resumo

A vocação do patriarca Abraão é importante não somente por ser o primeiro chamado vocacional na Bíblia, mas, sobretudo, pelo exemplo de fidelidade e docilidade com que ele responde ao chamado do Senhor. Deixa sua pátria, seus parentes e sua família e parte, confiando unicamente nas promessas do Senhor, que lhe promete uma terra, a descendência e a bênção. Abraão será abençoado e por meio dele serão abençoados todos os povos da Terra. Assim, Deus conclui com ele a aliança, engrandecendo seu nome e seu destino. Nos relatos sobre Abraão, já emergem os temas principais da religião de Israel: o culto de um único Deus, a revelação, a eleição, a aliança, a promessa e o dom da terra. Sua saga perpassa as demais fases da Bíblia, sobretudo alimentando a esperança dos exilados na Babilônia, e chega até o Novo Testamento. Sua descendência, maior que as estrelas do céu, hoje pode ser comprovada por todas as religiões que têm Abraão por pai da fé.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ildo Perondi, Pontifícia Universidade Católica do Paraná

Mestre em Teologia Bíblica pela Universidade Urbaniana de Roma, doutorando pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), professor de Sagradas Escrituras e Ecumenismo na Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), Câmpus Londrina, Londrina, PR - Brasil

Referências

ARANA, A. I. Para compreender o livro do Gênesis. São Paulo: Paulinas, 2003.

BÍBLIA de Jerusalém. Texto, introduções e notas de rodapé. São Paulo: Paulus, 2002.

BERGANT, D.; KARRIS, R. J. Comentário Bíblico. Evangelhos e Atos, Cartas, Apocalipse. São Paulo: Loyola, 1999. v. 3.

BRIGHT, J. História de Israel. 7. ed. São Paulo: Paulus, 2003.

CASSUTO, U. A. A commentary on the Book of Genesis. Jerusalem: Hebrew University Press, 1961. v. 2.

CASSUTO, U. A. A commentary on the Book of Genesis. Jerusalem: Hebrew University Press, 1961. v. 2.

CLIFFORD, R. J. Gênesis 1,1–25,18. In: BROWN, R. E.; FITZMYER,

J. A.; ROLAND, M. E. Novo comentário bíblico São Jerônimo: Antigo Testamento. São Paulo: Academia Cristã; Paulus, 2007. p. 59-97.

E ABRAÃO partiu... Gênesis 12-50. São Paulo: Paulinas, 1980.

EICHRODT, W. Teologia do Antigo Testamento. São Paulo: Agnos, 2004.

JEREMIAS, J. Αβρααμ. In: KITTEL, G. (Ed.). Grande lessico del Nuovo Testamento. Brescia: Paideia, 1988. v. 1. p. 23-26.

LEON-DUFOUR, X. et al. Dizionario di teologia biblica. Roma: Marietti, 1978.

MCKENZIE, J. L. Dicionário bíblico. São Paulo: Paulus, 1994.

PAYNE, J. B. Abrâm. In: HARRIS, L. (Org.). Dicionário internacional de teologia do Antigo Testamento. São Paulo: Vida Nova, 1998.

RAD, G. El libro del Genesis. Salamanca: Sígueme, 1982.

SKA, J. L. Introduzione alla Lettura del Pentateuco: chiavi per l’interpretazione dei primi cinque libri della Bibbia. Bologna: EDB, 2000.

TORÁ, a Lei de Moisés. Tradução de Ohel Yaacov. São Paulo: Sefer, 2001.

TORRALBA, J. G. Pentateuco. In: OPORTO, S. G.; GARCÍA, M. S. (Org.). Comentário ao Antigo Testamento. São Paulo: Ave Maria, 1997. v. 1. p. 31-111.

TRADUÇÃO Ecumênica da Bíblia (TEB). Texto, introduções e notas de rodapé. São Paulo: Loyola, 1994.

Downloads

Publicado

2013-10-24

Como Citar

Perondi, I. (2013). A vocação de Abraão. Revista Pistis Praxis, 5(2), 327–343. https://doi.org/10.7213/pp.v5i2.12887