Sexualidade e deficiência intelectual: Um curso de capacitação para pais

Paloma Pegolo de Albuquerque

Resumo


A literatura aponta que a educação sexual de jovens com deficiência intelectual suscita diversas dificuldades entre as famílias, pois muitas não estão preparadas para lidar com essa questão. Diante dessa necessidade, o objetivo deste estudo foi planejar, aplicar e avaliar um programa de intervenção (curso) para nove pais de jovens com deficiência intelectual de uma escola especial de uma cidade do interior de São Paulo. O curso durou dois meses, tendo oito encontros semanais, e teve caráter teórico e prático, com discussões, dinâmicas de grupo, atividades de role-playing, atividades de resolução de problemas e filmes. Por meio de uma avaliação sobre o curso, e também por meio de entrevistas, perceberam-se alguns ganhos advindos do curso, como aprendizado de conteúdos, troca de experiências e ajuda no cotidiano doméstico. Foram notadas também algumas mudanças, como quebra de preconceitos e alteração nas interações pais/filhos, além de revisão de sua postura como educadores sexuais.


Palavras-chave


Sexualidade. Educação sexual. Cursos de capacitação. Relações familiares. Pessoas com deficiência mental.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat