O Ensino Religioso para além da razão: a crítica de Rubem Alves à neutralidade acadêmica

Nathália Ferreira Sousa Martins, Gustavo Claudiano Martins

Resumo


No atual contexto de uma sociedade cultural e religiosamente diversificada, a educação brasileira vem sendo desafiada a superar teorias e práticas excludentes, confessionais e monoculturais. Em razão disso, a própria natureza histórica da disciplina do Ensino Religioso paulatinamente foi ressignificada para um ensino sobre as religiões na escola, sem feições prosélitas ou doutrinárias. Nesse sentido, esse estudo toma como premissa a pedagogia de Rubem Alves, que sugere uma educação que valorize questões subjetivas para além do intelecto. Por conseguinte, propõe uma aproximação teórica entre a filosofia alvesiana e o Ensino Religioso, para asseverar que a religião se constitui em experiências múltiplas que incluem valores e sensibilidades. O artigo problematiza a noção de neutralidade científica que sustenta um ensino religioso descritivista e aponta para a necessidade de expormos nossos objetivos práticos para promover uma educação propositiva e eficaz pensando em ideais democráticos-civilizatórios. Para tanto sugerimos, por exemplo, a noção de justiça social como fundamento do processo de ensino-aprendizagem. Metodologicamente, o trabalho é de cunho bibliográfico, amparando-se notadamente em obras de Rubem Alves. Os resultados indicam que a compreensão antropológica do ser humano como ser de desejos, impõe a necessidade de pensarmos a educação para além da transmissão de conhecimentos, ou seja, visando a transformação do indivíduo e a humanização da sociedade.


Palavras-chave


Ensino Religioso; Rubem Alves; Neutralidade científica.

Texto completo:

PDF

Referências


ACEVEDO, J. A.; VÁZQUEZ, A.; PAIXÃO, M.; et al. Mitos da didática das ciências acerca dos motivos para incluir a natureza da ciência no ensino das ciências. Ciência & Educação, v. 11, n. 1, p. 1-15, 2005.

ALBUQUERQUE, A.; QUINAN, R. Crise epistemológica e teorias da conspiração: o discurso anti-ciência do canal “professor Terra plana”. Revista Mídia e Cotidiano, v. 13, n. 3, 2019.

ALVES, R. A gestação do futuro. Trad. João-Francisco Duarte Jr. Campinas: Papirus, 1986.

ALVES, R. Ciência e Religião: em Busca de uma Utopia. In: Jornal Folha de São Paulo, 2 de outubro de 1979. Tendências/Debates, p. 3, 1979.

ALVES, R. Conversas com quem gosta de ensinar. São Paulo: Cortez Editora, Editora Autores Associados, 1980b.

ALVES, R. Do universo à jabuticaba. São Paulo: Editora Planeta do Brasil, 2010.

ALVES, R. El pueblo de Dios y la búsqueda de una nueva ordenación social. In: GUTIÉRREZ, G.; ALVES, R.; ASSMANN, H. Religión, ¿Instrumento de Liberación? Barcelona: Editorial Fontanella, 1973.

ALVES, R. Filosofia da ciência: introdução ao jogo e suas regras. São Paulo: Brasiliense, 1981a.

ALVES, R. Lições de um velho professor. Campinas, SP: Papirus, 2013.

ALVES, R. O Enigma da Religião. Petrópolis: Vozes, 1975.

ALVES, R. O que é religião. 3. ed. São Paulo: Brasiliense, 1981b.

ALVES, R. O suspiro dos Oprimidos. São Paulo: Ed. Paulinas, 1984.

ALVES, R. On the Eating Habits of science. In: SHINN, Roger L. Faith and science in an unjust world: report of the World Council of Churches' Conference on Faith, Science, and the Future. Massachusetts Institute of Technology, Cambridge, USA, 12-24 July, 1979. Geneva: World Council of Churches, 1980a.

ALVES, R. Religião e repressão. São Paulo: Teológica, Edições Loyola, 2005.

ALVES, R. Variações sobre a vida e a morte. São Paulo: Edições Paulinas, 1982.

BERGER, P. L. O dossel sagrado: elementos para uma teoria sociológica da religião. São Paulo: Paulinas, 1985.

FEUERBACH, L. A Essência do Cristianismo. Petrópolis: Vozes, 2013.

HEIDEGGER, M. Ser e verdade: 1. A questão fundamental da filosofia; 2. Da essência da verdade. Petrópolis: Vozes; Bragança Paulista: Editora universitária São Francisco, 2012.

LIMA, N. W.; VAZATA, P. A. V.; MORAES, A. G.; OSTERMANN, F.; CAVALCANTI, C. J. de H. Educação em Ciências nos Tempos de Pós-Verdade: Reflexões Metafísicas a partir dos Estudos das Ciências de Bruno Latour. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, v. 19, p. 155-189, 2019.

LUCKESI, C. C. Filosofia da Educação. São Paulo: Cortez, 1990.

MARTINS, G. C.; ALMEIDA, E. F. O canto do Pássaro Encantado: a religião como saudade em Rubem Alves. Estudos de Religião, v. 31, n. 2, 2017.

MARTINS. G. C. A Presença da Ausência: contribuições de Rubem Alves para uma Ciência da Religião. 2020. 232p. Tese de doutorado (Programa de Pós-graduação em Ciência da Religião) — Instituto de Ciências Humanas, Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2020.

MARX, K.; ENGELS, F. A ideologia alemã. São Paulo: Boitempo, 2007.

SCHERMA, M. A.; MIRANDA, V. G. Relatos de uma jornada exploratória por grupos com viés anti-ciência. Revista UFG, v.20: e66663, 2020.

SCHOPENHAUER, A. O mundo como vontade e como representação. Rio de Janeiro: Contrapontos, 2001.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.