A Igreja Católica e o Povo Judeu: Do ressentimento ao reconhecimento

Marcial Maçaneiro, Cirlene Cristina de Sousa

Resumo


Este artigo trata das relações entre a Igreja Católica e o povo judeu, examinando o antissemitismo
como fato teológico, à luz dos trágicos eventos da Segunda Guerra Mundial. Neste contexto, o
Holocausto desponta como a materialização político-ideológica do ódio aos judeus, caracterizado
como antissemitismo moderno. Esta forma de antissemitismo leva aos extremos do extermínio os
ressentimentos antijudaicos da Cristandade, que remontam às controvérsias hebraico-cristãs dos
séculos III-IV d.C., marcando posteriormente toda a Idade Média. Autores como Gundlach, Isaac
e Heschel iluminam a reflexão, com especial atenção à interlocução judaico-católica dos anos 40 a
60, nas proximidades do Concílio Vaticano II. Este evento, particularmente, demarca uma guinada
teológica nas relações da Igreja em face dos judeus, com a condenação do antissemitismo e o
reconhecimento das raízes judaicas do Cristianismo. A partir do Concílio Vaticano II (cf. Nostra
Aetate n. 4), são apresentados os documentos do Diálogo Judaico-Católico já publicados, com seus
resultados e diretrizes para a Teologia, a Liturgia e a Catequese católicas. Conclui-se que a
consciência do Holocausto e a consciência das raízes judaicas da Igreja marcam o percurso comum
de judeus e cristãos, nos dias de hoje, comprometidos com a verdade, a justiça e paz.


Palavras-chave


Antissemitismo. Diálogo judaico-católico. Nostra Aetate. Igreja e Israel

Texto completo:

PDF

Referências


ANDREVON, Th.-M. Les Juifs et la préparation du texte conciliaire Nostra Aetate. Nouvelle

Revue Théologique, Louvain, n. 135, p. 219-238, 2013.

ARENDT, H. Escritos judaicos. Barueri: Amarlys, 2016.

BAUMAN, Z. Modernidade e Holocausto. Rio de Janeiro: Zahar, 1998.

CENTRO CRISTÃO DE ESTUDOS JUDAICOS [CCDEJ]. Os Dez Pontos de Seelisberg. Disponível

em: https://www.judaismoecristianismo.org/textos-fundamentais/266-os-dez-pontos-daconferencia-

de-seelisberg. Acesso em: 15 set. 2020.

CONCÍLIO VATICANO II. Compêndio do Vaticano II. 22. ed. Petrópolis: Vozes, 1991.

CONCÍLIO VATICANO II. Declaração Nostra Aetate. In: CONCÍLIO VATICANO II. Compêndio do

Vaticano II. 22. ed. Petrópolis: Vozes, 1991. p. 617-625 [numeração marginal 1578-1596].

COMISSÃO PARA AS RELAÇÕES RELIGIOSAS COM O JUDAÍSMO [1985]. Notas para uma

correta apresentação dos Judeus e do Judaísmo na pregação e na catequese da Igreja

Católica. In: BIZON, J.; DARIVA, N.; DRUBI, R. (orgs.). Diálogo inter-religioso. São Paulo:

Paulinas, 2005. p. 330-344.

COMISSÃO PARA AS RELAÇÕES RELIGIOSAS COM O JUDAÍSMO [1998]. Nós recordamos –

Uma reflexão sobre a Shoah. In: BIZON, J.; DARIVA, N.; DRUBI, R. (orgs.). Diálogo interreligioso.

São Paulo: Paulinas, 2005. p. 348-360.

COMISSÃO PARA AS RELAÇÕES RELIGIOSAS COM O JUDAÍSMO [2000]. Porque os dons e o

chamado de Deus são irrevogáveis. Brasília: Edições CNBB, 2016.

DE LUBAC, H. Resistenza cristiana all’antissemitismo: Ricordi 1940-1944. Milano: Jaca Book, 1990.

DENZINGER, H. El magisterio de la Iglesia. Barcelona: Herder, 1997. (Sigla DZ).

GUNDLACH, G. Antissemitismus [verbete]. In: BUCHBERGER, M. (ed.). Lexikon für Theologie

und Kirche [LTK]. 2. ed. Freiburg im Breisgau: Herder, 1930. p. 504-505.

GUNDLACH, G. Anschluss: sur l’annéxion. La Documentation Catholique, Paris, ano XX, tomo

, n. 870, p. 451-474, 1938. (Réplica do artigo publicado em L’Osservatore Romano).

INTERNATIONAL COUNCIL OF CHRISTIANS AND JEWS [ICCJ]. Os Doze Pontos de Berlin. São

Leopoldo: Oikos, 2011.

ISAAC, J. Jesus e Israel. São Paulo: Perspectiva, 1986.

ISAAC, J. Las raíces cristianas del antisemitismo. Buenos Aires: Paidós, 1966. (Tradução do

original francês L’enseignement du mépris, Paris: Éd. Fasquelle, 1962).

MARR, W. Der Weg zum Siege des Germanenthums über das Judenthum. Berlin: Otto Hentze

Verlag, 1880.

MORIN, E. O mundo moderno e a questão judaica. Rio de Janeiro: Bertrand do Brasil, 2007.

PIO V, Papa. Missale Romanum ex decreto SS. Concilii Tridentini restitutum. 27. ed. Ratisbona:

Friedrich Pustet Verlag, 1950.

PIO XI, Papa. Mit brennender sorge – Encíclica, 1937. Disponível em:

http://www.vatican.va/content/pius-xi/es/encyclicals/documents/hf_p-xi_enc_14031937_mitbrennender-

sorge.html. Acesso em: 10 set. 2020.

PASSELECQ, G.; SUCHECKY, B. A encíclica escondida de Pio XI. Petrópolis: Vozes, 1998.

PONTIFÍCIA COMISSÃO BÍBLICA [2002]. O povo judeu e suas Sagradas Escrituras na Bíblia

cristã. In: BIZON, J.; DARIVA, N.; DRUBI, R. (orgs.). Diálogo inter-religioso. São Paulo: Paulinas,

p. 361-528.

RIES, J. I cristiani e le religioni. Brescia: Queriniana, 1992.

SANTO UFFICIO. Acta Apostolicae Sedis vol. XX. Città del Vaticano: TPV, 1928.

SCHLESINGER, H.; PORTO, H. Anatomia do anti-semitismo. São Paulo: Loyola, 1975.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/2175-1838.12.003.DS09

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Editora Universitária Champagnat

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.