Psicologia e Religião: Um Encontro Inevitável

Nilton Eliseu Herbes, Miriam de Jesus e Avila

Resumo


Neste artigo, procuramos explorar as relações entre Psicologia e Religião e Psicologia e Teologia, trazendo o pensamento desenvolvido ao longo dos tempos por autores e autoras interessados na temática. Descrevendo os instrumentais destas ciências, a psicoterapia e a poimênica/aconselhamento pastoral, respectivamente, bem como suas diferentes abordagens, fica clara a existência de fatores de união e de divergência. Buscamos, numa leitura de textos de psicologia, identificar a proximidade e a importância do fenômeno religioso para a vida do ser humano e mostrar que essa não é uma ameaça à psicologia, bem como mostrar a influência da psicologia no fazer da poimênica/aconselhamento pastoral. O Sagrado possui uma importância inegável na constituição do ser humano e isso não deve ser negado por nenhuma das duas disciplinas. Psicologia e Teologia podem ser parceiras, sem ignorar a diferença existente quanto à intencionalidade de cada uma, mas respeitando suas visões específicas. Para tanto, procuramos definir o específico de cada uma das áreas e a sua contribuição no processo de ajuda e cuidado ao ser humano.


Palavras-chave


Psicologia, Teologia, Religião, Psicoterapia e Poimênica/Aconselhamento Pastoral.

Texto completo:

PDF

Referências


ANCONA-LOPEZ, M. Religião e psicologia clínica: quatro atitudes básicas. In: MAHFOUD, M.; MASSIMI, M. (Org.). Diante do mistério - Psicologia e senso religioso. São Paulo: Loyola, 1999.

ATKINSON, R. L. et al. Introdução à psicologia de Hilgard. Porto Alegre: Artmed, 2002.

BLAZER, D. Freud versus Deus. Tradução de Paulo Zacarias. Viçosa: Ultimato, 2002.

BOCK, A. M. B.; FURTADO, O.; TEIXEIRA, M. L. T. Psicologias: uma introdução ao estudo da psicologia. São Paulo: Saraiva, 2008.

DALGALARRONDO, P. Religião, psicopatologia e saúde mental. Porto Alegre: Artmed, 2008.

DEGANI-CARNEIRO, F.; JACÓ-VILELA, A. M. Religião na história da psicologia no Brasil: o caso do protestantismo. Diaphora, v. 11, n. 1, p. 70-79, 2012.

FADIMAN, J.; FRAGER, R. Teorias da personalidade. Tradução de Camila Pedral Sampaio e Sybil Safdié. São Paulo: HARBRA, 1986.

FRANKL, V. E. A presença ignorada de Deus. Tradução de Walter O. Schlupp e Helga H. Reinhold. 10. ed. São Leopoldo/Petrópolis: Sinodal/Vozes, 2007.

FREUD, E. L.; MENG, H. (Org.). Cartas entre Freud & Pfister (1909-1939): um diálogo entre a psicanálise e a fé cristã. Tradução de Karin Hellen Kepler Wondracek e Ditmar Junge. 3. ed. Viçosa: Ultimato, 2009.

FRIESEN, A. Cuidando do ser: treinamento em aconselhamento pastoral. Curitiba: Esperança, 2002.

FUKS, B. B. O homem Moisés e a religião monoteísta – Três ensaios: O desvelar de um assassinato. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2014.

HOCH, L. C. Psicologia a Serviço da Libertação: possibilidades e limites da psicologia no aconselhamento pastoral. Estudos Teológicos, São Leopoldo, ano 25, n. 3, 249-269, 1985.

HOLANDA, A. F. (Org.). Psicologia, religiosidade e fenomenologia. 2. ed. Campinas: Editora Alínea, 2015.

HURDING, R. F. A árvore da cura: fundamentos psicológicos e bíblicos para aconselhamento cristão e cuidado pastoral. Tradução de Márcio Loureiro Redondo. São Paulo: Vida Nova, 1995.

JUNG, C. G. Psicologia e religião. Tradução de Mateus Ramalho Rocha. Revisão técnica de Dora Ferreira da Silva. 11. ed. Petrópolis: Vozes, 2012.

LEÓN, J. A. Psicología de la experiencia religiosa. Buenos Aires: Editorial Caribe, 1973.

LEÓN, J. A. Introdução à Psicologia Pastoral. Tradução de Ruth Maria Maestre. São Leopoldo: Sinodal, 1996.

MACIEL, K. D. S. A.; ROCHA, Z. J. B. Dois discursos de Freud sobre a religião. Revista Mal-estar e subjetividade, Fortaleza, v. 8, n. 3, p. 729-754, set. 2008.

MACIEL, K. D. S. A.; ROCHA, Z. J. B. Freud e a religião: possibilidades de novas leituras e construções teóricas. Revista Psicologia, ciência e profissão, v. 28, n. 4, p. 742-753, 2008.

MORANO, C. D. Crer depois de Freud. São Paulo: Loyola, 2003.

PERES, J. F. P.; SIMÃO, M. J. P.; NASELLO, A. G. Espiritualidade, religiosidade e psicoterapia. Rev. psiquiatr. clín., São Paulo, v. 34, n. supl. 1, p. 136-145, 2007.

RAUCHFLEISCH, U. Quem cuida da alma? Controle de fronteiras entre psicoterapia e poimênica. São Leopoldo: Sinodal/EST, 2014.

SCHNEIDER-HARPPRECHT, C. (Org.). Teologia Prática no contexto da América Latina. 3. ed. rev e ampl. São Leopoldo: Sinodal/Est, 2011.

SCHULTZ, D. P.; SCHULTZ, S. E. História da psicologia moderna. São Paulo: Cultrix, 1981.

SOUZA, E. S. O Sagrado, o sujeito e a psicoterapia. Via Teológica, Curitiba, v. 1, n. 13, p. 23-32, jun. 2006.

UTSCH, M. Religião e Psicologia. Estudos Teológicos, São Leopoldo, v. 2, n. 53, p. 364-381, jul/dez 2013.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/2175-1838.12.001.AO02

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Editora Universitária Champagnat

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.