A maldade dos homens se multiplicou sobre a terra: sobre o fenômeno da violência na bíblia

Haroldo Reimer, Ivoni Richter Reimer

Resumo


O artigo procura descortinar como a questão da violência é tratada em textos da Bíblia. Parte-se da constatação de que não há na Bíblia um termo específico para designar o que hodiernamente chamamos de violência, abarcando desde a violência física até a violência psicológica/simbólica. Com base em pesquisa bibliográfica, o artigo ressalta que a violência é um fenômeno que acompanha a história dos humanos na sua relação com o ambiente e com outras pessoas, sendo sua realização sempre uma possibilidade latente. Busca-se mostrar como os autores dos textos bíblicos se utilizam da linguagem comum, com todas as possibilidades e expressões de violência, para expressar conteúdos, em parte, em conformidade com estruturas culturais e de poder e violência e, em parte, apresentando projeções contraculturais. Indica-se também que, apesar do uso intensivo de linguagem com semântica da violência, textos bíblicos também projetam formas de superação da violência.


Palavras-chave


Bíblia. Violência. Religião. Relações de Poder.

Texto completo:

PDF

Referências


BENNETT, H. V. Injustice made legal: Deuteronomic law and the plight of widow, strangers and orphans in ancient Israel. Grand Rapids; Cambridge: Eerdmans Publisching Company, 2002.

BÍBLIA DE ESTUDO JERUSALÉM [BEJ]. São Paulo: Paulus, 2002.

BORTOLINI, J. Como ler o Evangelho de João: o caminho da vida. 1.ed. São Paulo: Paulus, 1994.

BROER, I. Exousía: Freiheit […] Macht. In: BALZ, H.; SCHNEIDER, G. In: Exegetisches Wörterbuch zum Neuen Testament. 2. ed. Stuttgart; Berlin; Köln: Kohlhammer, 1992. p. 23-29.

CARDOSO, N. P. Onde estiver o seu Tesouro ali também o seu Coração: Mineração, Tecnologia e Economia em Jó 28. Caminhos, Goiânia, v. 14, n. 1, p. 97-111, 2016.

CROATTO, J. SEVERINO. As linguagens da experiência religiosa: uma introdução à fenomenologia da religião. Trad. Carlos Maria Vásquez Gutiérrez. São Paulo: Paulinas, 2001.

CRUESEMANN, F. A Torá: teologia e história social da lei no Antigo Testamento. Trad. Haroldo Reimer. Petrópolis: Vozes, 2002.

DETIENNE, C. V. R. Em desmemória dela: violência jurídica e simbólica contra a mulher na Bíblia Hebraica. In: RICHTER REIMER, I. (org.). In: Direitos Humanos: enfoques bíblicos, teológicos e filosóficos. São Leopoldo: Oikos; Goiânia: Ed. da PUC Goiás, 2011. p. 61-72.

DREHER, C. A. A constituição dos exércitos no Reino de Israel. São Paulo: Paulus; São Leopoldo: CEBI, 2002.

EXUM, J. C. Judges: Encoded Messages to Women. In: SCHOTTROFF, L.; WACKER, M.-T. (Eds.). Feminist Biblical Interpretation: a Compendium of Critical Commentary on the Books of the Bible and Related Literature. Michigan/Cambridge: Grand Rapids; Eerdmans Publishing Co., 2012. p. 112-127.

GUERRA, D. D. O Reino de Deus e o mundo dos homens: em busca da heterotopia joanina. Dissertação (Mestrado em Ciências da Religião) — PUC Goiás, Goiânia, 2015.

GÜNTHER, W. Pecado. In: COENEN, L.; BROWN, C. Dicionário Internacional de

Teologia do Novo Testamento. 2. ed. São Paulo: Vida Nova, 2000. p. 1598-1602.

HABERMANN, R. Gospel of John: spaces for Women. In: SCHOTTROFF, L.; WACKER, M.-T. (Eds.). Feminist Biblical Interpretation: a Compendium of Critical Commentary on the Books of the Bible and Related Literature. Michigan/Cambridge: Grand Rapids; Eerdmans Publishing Co., 2012. p. 662-679.

HORSLEY, R. A. Jesus e o Império: o reino de Deus e a nova desordem mundial. São Paulo: Paulus, 2004.

KESSLER, R. História social do antigo Testamento. Trad. Haroldo Reimer. São Paulo: Paulinas, 2009.

KRÜGER, R. Pobres y ricos en la epístola de Santiago: el desafío de un Cristianismo profético. Buenos Aires: LUMEN/ISEDET, 2005.

KEGLER, J. Über die Zeit der Richterinnen und Richter. In: BAIL, U. et al. Bibel in gerechter Sprache. 1. Aufl. Gütersloh: Gütersloher Verlagshaus, 2006. p. 416-457. [Introdução e tradução de Juízes].

LUZ, U. Das Evangelium nach Matthäus. Zürich; Einsiedeln; Köln: Benziger; Neukirchen-Vluyn: Neukirchener, 1985.

REIMER, H. Bíblia e ecologia. São Paulo: Reflexão, 2010.

REIMER, H. O antigo Israel. História, textos e representações. São Paulo: Fonte Editorial; Anápolis: Ed. da UEG, 2017.

REIMER, H. Pobre sujeito. Sobre o direito dos empobrecidos no livro de Jó. In: DREHER, C. A. et al. Profecia e esperança: um tributo a Milton Schwantes. São Leopoldo: Oikos, 2006. p. 239-257.

RICHARD, P. Apocalipse: reconstrução da esperança. Petrópolis: Vozes, 1996.

RICHTER REIMER, I; MATOS, K. Silencioso desespero: violência e silêncio contra a mulher em casa e na Bíblia. In: RICHTER REIMER, I (org.). Direitos Humanos: enfoques bíblicos, teológicos e filosóficos. São Leopoldo: Oikos; Goiânia: Ed. da PUC Goiás, 2011. p. 73-90.

RICHTER REIMER, I. Women in the Acts of the Apostles: a feminist liberation Perspective. Minneapolis: Fortress Press, 1995.

RICHTER REIMER, I. O Belo, as Feras e o Novo Tempo. São Paulo: Vozes; São Leopoldo: CEBI, 2000.

RICHTER REIMER, I. Patriarcado e economia política: o jeito romano de organizar a casa. In: RICHTER REIMER, I. (org.). Economia no Mundo Bíblico:

enfoques sociais, históricos e teológicos. São Leopoldo: CEBI; Sinodal, 2006. p. 72-97.

RICHTER REIMER, I. Ananias e Safira nas origens do Cristianismo e suas interpretações: reler e reconstruir Atos 5,1-11. São Leopoldo: Oikos, 2011.

SANTOS, J. R. dos. Religião e violência contra a mulher: diferentes olhares. In: RICHTER REIMER, I. (org.). Direitos Humanos: enfoques bíblicos, teológicos e filosóficos. São Leopoldo: Oikos; Goiânia: Ed. da PUC Goiás, 2011. p. 91-104.

STEGEMANN, W. Jesus e seu tempo. São Leopoldo: Sinodal/EST, 2012.

SCHWANTES, M. Das Recht der Armen. Frankfurt: Peter Lang, 1977.

SCHWANTES, M. O direito dos pobres. São Bernardo do Campo: Editeo; São Leopoldo: Oikos, 2012.

SCHÜSSLER FIORENZA, E. Das Buch der Offenbarung: Vision einer gerechten Welt. Stuttgart; Berlin; Köln: Kohlhammer, 1994.

SINGH, P. (org.). As igrejas dizem NÃO à violência contra a mulher: plano de ação para as igrejas. Genebra: Federação Luterana Mundial; São Leopoldo: Sinodal, 2005.

STRACK, H.; BILLERBECK, P. Das Evangelium nach Markus, Lukas und Johannes und die Apostelgeschichte erläutert aus Talmud und Midrasch. 9. Ed. München: C.H.Beck’sche Verlagsbuchhandlung, 1989.

TAMEZ, E. Santiago: Lectura latinoamericana de la epístola. San José/Costa Rica: DEI, 1985. (Colección aportes).

BÍBLIA TRADUÇÃO ECUMÊNICA (TEB). São Paulo: Loyola, 1994.

WENGST, K. Pax Romana: pretensão e realidade. São Paulo: Paulinas, 1981.

WENGST, K. Das Johannes-evangelium. v.2. Stuttgart; Berlin; Köln: Kohlhammer, 2000.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/175-1838.10.001.DS06

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Editora Universitária Champagnat

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.