Koinonía cristã: pressuposto hermenêutico da comunidade primitiva dos Atos dos Apóstolos

Luiz Alexandre Solano Rossi, Alfredo Rafael Belinato Barreto

Resumo


O presente artigo visa demonstrar que a identidade da comunidade cristã primitiva é
fator indispensável à compreensão dos primeiros movimentos realizados pelo cristianismo.
O livro dos Atos dos Apóstolos retrata a dinâmica desenvolvida pela fé cristã
no intuito de afirmar-se no contexto do mundo judaico-pagão do séc. I. Os sumários
maiores apresentados por Lucas (At 2,42-47; 4,32-35; 5,12-16), fornecem elementos-chave que descrevem a convivência dos primeiros cristãos, e revelam sua identidade. Dentre eles a koinonía emerge como background de um projeto mais amplo de vivência e moderação das relações comunitárias. Assim sendo, a importância do conceito para a reflexão acerca da comunidade primitiva pode ser inferida do lugar central que o mesmo ocupa na obra lucana. Além disso, a abrangência de seu significado, no conjunto literário dos Atos dos Apóstolos, corrobora seu caráter fundamental na constituição e consolidação dos traços primordiais da vivência comunitária dos primeiros cristãos. Deste modo, a koinonía impõe-se como pressuposto hermenêutico indispensável à compreensão dos primeiros dias do cristianismo retratados pela obra de Lucas.


Palavras-chave


Cristianismo. Koinonía. Identidade. Comunidade.

Texto completo:

PDF

Referências


ANTIOQUIA, I. Carta aos efésios. São Paulo: Paulus, 2008a.

BERARDINO, A (org.). Dicionário de patrística e de antiguidades cristãs. São Paulo: Paulus, 2002.

BERGER, K. As formas literárias do Novo Testamento. São Paulo: Loyola, 1998.

BOUDOU, A. Atti degli Apostoli. Roma: Editrice Studium, 1957.

CESARÉIA, E. História eclesiástica. São Paulo: Paulus, 2008.

DIDAQUÉ. São Paulo: Paulus, 2008.

DUPONT, J. Estudos sobre os Atos dos Apóstolos. São Paulo: Paulinas, 1974.

DUPONT, J. L’union entre les premiers chrétiens dans les Actes des Apôtres.

Nouvelle revue théologique, Paris, v. 91, n. 9, p. 897-915, nov. 1969.

ECHEGARAY, J. G. Los Hechos de los Apóstoles y el mundo romano. Navarra: Editorial Verbo Divino, 2002.

FABRIS, R. Atos dos Apóstolos. São Paulo: Loyola, 1991.

JUNGMANN, J. A. Missarum sollemnia. São Paulo: Paulus, 2009.

KÜRZINGER, J. Commenti spirituali del Nuovo Testamento. Atti degli Apostoli. Roma: Città Nuova, 1968.

MARTÍRIO de São Policarpo, bispo de Esmirna. São Paulo: Paulus, 2008.

MÉNOUD, P.-H. La vie de l’Église naissante. Paris: Neuchâtel, 1952.

MONASTERIO, R. A.; CARMONA, A. R. Evangelhos sinóticos e Atos dos Apóstolos. São Paulo: Ave Maria, 2000.

STARK, R. O crescimento do cristianismo. Um sociólogo reconsidera a história. São Paulo, Paulinas, 2006.

TAYLOR, J. As origens do cristianismo. São Paulo: Paulinas, 2010.

WIKENHAUSER, A. Los Hechos de los apostoles. Barcelona: Herder, 1973.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/2175-1838.09.003.AO02

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.