A encarnação como culminância da dignidade humana segundo o prólogo de João

Ernesto Lázaro Sienna

Resumo


O foco deste artigo é o estudo da encarnação e da vida, descritas por João em seu

Evangelho, no que chamamos de prólogo, que é, por assim dizer, um hino teológico à revelação do Verbo que se encarna na criação. O prólogo se traduz num hino à própria vida, onde João penetra as profundezas de Deus – as entranhas da vida absoluta por excelência – para nos colocar em contato com a preexistência do Logos. Essa afirmação da preexistência da Palavra reforça sua práxis histórica na existência humana para salvá-la (KONINGS, 2000, p. 83), ratificando seu valor e dignidade de criação deificada, reiterando, assim, a “afirmação do Gênesis: ao ver a criação realizada, ‘Deus viu que ela era muito boa’” (LÉON´DUFOUR, 1996, v. 1, p. 117). A encarnação do Verbo, que torna a presença de Deus viva e real no meio dos homens, é sinal da nova Arca da Aliança, da nova Tenda do encontro. Se, antes, Moisés ia ao encontro da Tenda no deserto, agora a nova Tenda é que se coloca no meio do povo para que todos tenham acesso ao seu interior. Ela, a Tenda, quer abrigar a todos como local de refúgio (Sl 90,1), como local de descanso e revigoramento dos espíritos abatidos (Mt 11,28-29), ela assumiu a humanidade por inteiro para poder resgatá-la e recriá-la em dignidade, ensinando-a que o corpo de cada ser humano é também uma Tenda, um Templo Santo habitado por Deus (1Cor, 6,19).

Palavras-chave


Dignidade; Encarnação; Humanidade; Prólogo. Vida.

Texto completo:

PDF

Referências


AGOSTINHO, Santo. (Com.). Evangelho de São João. Volume II, cap. V a VII. Coimbra: Casa do Castelo, 1945.

BÍBLIA DE JERUSALÉM. Nova edição revisada e ampliada. 3. imp. São Paulo: Paulus, 2004.

BOFF, L. Jesus Cristo libertador: ensaio de cristologia crítica para o nosso tempo. 19. ed. Petrópolis: Vozes, 2008.

BORN, A. van den (Org.). Dicionário enciclopédico da Bíblia. Petrópolis: Vozes, 1977.

BROWN, R. E. Evangelho de João e Epístolas. São Paulo: Paulinas, 1975.

BROWN, R. E. Introdução ao Novo Testamento. São Paulo: Paulinas, 2004.

BROWN, C.; COENEN, L. (Org.). Dicionário internacional de teologia do Novo Testamento. 2. ed. São Paulo: Vida Nova, 2000.

CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA. São Paulo: Loyola, 1999.

CHORAQUI, A. A Bíblia. A. T. Gênesis (No Princípio). Rio de Janeiro: Imago, 1995. CONCÍLIO VATICANO II. Gaudium et Spes. 10. ed. São Paulo: Paulinas, 1998.

DENZINGER, H. Compêndio de símbolos, definições e declarações de fé e moral. 40. ed. São Paulo: Paulinas; Loyola, 2007. (Tradução da alemã 2005).

DODD, C. H. A interpretação do quarto Evangelho. São Paulo: Paulinas, 1977.

FEUILLET, A. O prólogo do quarto Evangelho. São Paulo: Paulinas, 1971.

GARCIA DE ALBA, J. M. Cristo Jesus: conhecê-lo, amá-lo, segui-lo. Bauru: EDUSC, 1998.

IGREJA CATÓLICA. Compêndio do Vaticano II. Petrópolis: Vozes, 1984. Decreto Ad Gentes.

JAUBERT, A. Leitura do Evangelho segundo João. São Paulo: Paulinas, 1982.

JOÃO PAULO II. Centesimus annus. 3. ed. São Paulo: Paulinas, 1991.

KONINGS, J. Evangelho segundo João: amor e fidelidade. Rio de Janeiro: Vozes, 2000.

LÉON-DUFOUR, X. Leitura do Evangelho segundo João v. I. São Paulo: Loyola, 1996.

MACKENZIE, J. L. Dicionário Bíblico. 9. ed. São Paulo: Paulus, 2005.

MAGGIONI, B. O Evangelho de João. In: FABRIS, R.; MAGGIONI, B. Os Evangelhos (II). São Paulo: Loyola, 1992.

MATEOS, J.; BARRETO, J. Vocabulário teológico do Evangelho de São João. São Paulo: Paulus, 1989.

MONDIN, B. Introdução a Filosofia: problemas, sistemas, autores, obras. São Paulo: Paulus, 1980.

NICCACCI, A.; BATTAGLIA, O. Comentário ao Evangelho de João. Petrópolis: Vozes, 1985.

SEGALLA, G.; MAGGIONI, B. O Evangelho de João. In: FABRIS, R.; MAGGIONI, B. Os Evangelho (II). São Paulo: Loyola, 1992.

ZILLES, U. Teoria do conhecimento. 5. ed. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2006.

ZILLES, U. Jesus Cristo: quem é este? Porto Alegre: EDIPUCRS, 1999.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/pp.v3i1.14327

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.