O CORPO E A SEXUALIDADE NA CAMA DE PROCUSTO : valores e desafios na contemporaneidade

Andréia Cristina Serrato

Resumo


Este artigo tem por objetivo apresentar o corpo e a sexualidade na contemporaneidade. Na atual cultura somática há uma hipervalorização do corpo e da sexualidade. Essa cultura apresenta valores e desafios referentes a ambos. Pois, no atual discurso, o corpo é colocado como uma posse, como um outro. E a sexualidade, como realidade humana, torna-se pouco discutida. Esse panorama inquieta-nos. A todo o momento, faz-se presente um convite à valorização do corpo e da sexualidade em nossa cultura, em um âmbito relacional e encarnado. Sendo assim, não há como propor uma ética sem antes conhecer a realidade na qual ela se inscreve.


Palavras-chave


Corpo; Sexualidade; Cultura somática; Neodualismo; Moral do espetáculo.

Texto completo:

PDF

Referências


ANATRELLA, T. O amor e o preservativo. São Paulo: Loyola, 1999.

ARENDT, H. A condição humana. 6. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1993. BRETON, D. Adeus ao corpo: antropologia e sociedade. São Paulo: Papirus, 1999.

______. Anthropologie du corps et modernité. Paris: Presses Universitaires de France, 2000.

______. A sociologia do corpo. Petrópolis: Vozes, 2006.

COSTA, J. F. O vestígio e a aura: corpo e consumismo na moral do espetáculo. 4. ed. Rio de Janeiro: Garamond, 2005.

DEBORD, G. A sociedade do espetáculo. Rio de Janeiro: Contraponto, 1997.

FOUCAULT, M. História da sexualidade: a vontade do saber. 6. ed. Rio de Janeiro: Graal, 1985.

FUCHS, E. Deseo y ternura: fuentes e história de una ética cristiana de la sexualidad y del matrimonio. Bilbao: Desclée de Brouwer, 1995.

GIDDENS, A. As conseqüências da modernidade. São Paulo: Ed. da UNESP, 1991.

GUILLEBAUD, J-C. A tirania do prazer. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1999.

HENRY, M. Incarnation: une philosophie de la chair. Paris: Seuil, 2000.

KUNDERA, M. A insustentável leveza do ser. 43. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1985.

LACROIX, X. Le corps de chair: les dimensions éthique, esthétique et spirituelle de l’amour. Paris: Cerf, 2001.

MARZANO-PARISOLI, M. M. Pensar o corpo. Petrópolis: Vozes, 2004.

MERLEAU-PONTY, M. Fenomenologia da percepção. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

PACKARD, V. A revolução sexual. Rio de Janeiro: Record, 1968.

RUDELIC-FERNANDEZ, D. et al. A sexualidade tem futuro? São Paulo: Loyola, 2002.

RICOEUR, P. A maravilha, o descaminho, o enigma. Paz e Terra, n. 5, p. 27-38, 1967.

VIDAL, M. Dicionário de ética teológica fundamental. Navarra: Verbo Divino, 2000.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/pp.v2i1.13742

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.