O NÚCLEO DA ECOTEOLOGIA E A UNIDADE DA EXPERIÊNCIA SALVÍFICA

Afonso Murad

Resumo


O núcleo da ecoteologia e a unidade da experiência salvífica. O autor sustenta que o elemento diferenciador da teologia ecológica ou ecoteologia não é fazer do meio ambiente o objeto da reflexão iluminada pela fé. A ecoteologia, numa relação de continuidade e ruptura com a grande tradição da Igreja, deve necessariamente articular, no interior de seu discurso, a criação em Cristo no Espírito, a história, a encarnação, a redenção e a consumação. Ao tocar cada um dos temas teológicos, deve fazê-lo em relação aos outros, numa legítima e original relação de interdependência, coerente com a lógica holística e holográfica da ecologia. Amplia o horizonte da teologia contemporânea, ao mostrar que o ecossistema participa do projeto salvífico divino. Isso tem consequências para a espiritualidade e a ética cristã. O trabalho está dividido em três partes: reflexão de caráter histórico sobre a unidade da experiência salvífica cristã, núcleo da ecoteologia e sua espiritualidade unificadora e o exemplo de J. Moltmann.

Texto completo:

PDF

Referências


BÍBLIA (TEB) Português. Bíblia Sagrada.Tradução Ecumênica da Bíblia – TEB. São Paulo: Loyola, 1995.

CAPRA, F. Alfabetização ecológica: o desafio para a educação do século 21. In: TRIGUEIRO, A. (Org.). Meio ambiente no século 21. Rio de Janeiro: Sextante, 2003. p.19-33.

CAULY, M. Curso de instrução religiosa. São Paulo: Francisco Alves, 1924.

GIBELLINI, R. A teologia do século XX. São Paulo: Loyola, 1998.

JUNGES, J. R. Ecologia e criação. São Paulo: Loyola, 2001.

LIBANIO, J. B.; BINGEMER, M. C. L. Escatologia cristã. Petrópolis: Vozes, 1985.

MIRANDA, M. F. A salvação de Jesus Cristo. São Paulo: Loyola, 2004.

MOLTMANN, J. Dios en la creación: doctrina ecológica de la creación. Sígueme: Salamanca, 1987. p. 15-32.

______. Teologia da esperança. São Paulo: Loyola, 2005.

______. Ciência e sabedoria. São Paulo: Loyola, 2007.

MÜLLER, I. (Org.). Perspectivas para uma nova teologia da criação. Petrópolis: Vozes, 2003.

PANNENBERG, W. Questiones fundamentales de teologia sistemática. Salamanca: Sígueme, 1976.

______. La ressurrección de Jesús y el futuro del hombre. In: ______. Pascua y el hombre nuevo. Santander: Sal Terrae, 1983.

RAHNER, K. Gracia: exposicíon sistemática. In: RAHNER, K. Sacramentum Mundi (Enciclopédia Teológica). Barcelona: Herder, 1984. p. 278-283.

RUIZ DE LA PEÑA, J. L. Teologia da criação. São Paulo: Loyola, 1989.

______. Creación, gracia, salvación. Santander: Sal Terrae, 1993.




DOI: http://dx.doi.org/10.7213/pp.v1i2.10658

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Editora Universitária Champagnat

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.