Fortalecimento dos estabilizadores da cintura escapular na dor no ombro: revisão sistemática

Eduardo Luiz Stapait, Maira Dalsoglio, Angela Marisa Ehlers, Gilmar Moraes Santos

Resumo


Introdução: O controle e a ativação dos músculos estabilizadores são importantes para evitar a dor no ombro; dessa forma, o fortalecimento desses músculos pode auxiliar na redução e prevenção da dor no ombro. Objetivo: Revisar sistematicamente a literatura sobre o efeito do fortalecimento da musculatura estabilizadora da cintura escapular na redução da dor não diagnosticada no ombro. Materiais e métodos: Selecionaram-se ensaios clínicos aleatórios publicados nas bases de dados PubMed, PEDro e Cochrane Library que investigaram o efeito do fortalecimento da musculatura estabilizadora da cintura escapular na dor, função, amplitude de movimento e força muscular de sujeitos adultos (≥ 21 anos) com dor no ombro. A Escala PEDro foi utilizada para determinar a qualidade metodológica dos estudos. Resultados: Após seleção, encontraram-se 489 artigos; destes, cinco artigos corresponderam aos critérios de elegibilidade. Os cinco estudos analisavam o efeito do fortalecimento da musculatura estabilizadora associado a alongamento e outras formas de tratamento. Todos os estudos observaram redução da dor e melhora da função após o fortalecimento associado ao alongamento. A ADM e a força parecem melhorar após o fortalecimento associado ao alongamento. Entretanto, a qualidade metodológica e o número reduzido de estudos para cada desfecho não permitem inferir sobre a efetividade da intervenção. Conclusão: O fortalecimento dos estabilizadores associado ao alongamento diminui a dor e melhora a função do ombro. Futuros ensaios clínicos randomizados devem focar na melhor qualidade metodológica para verificar a efetividade do fortalecimento da musculatura estabilizadora da cintura escapular.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0103-51502013000300021

Apontamentos

  • Não há apontamentos.