Acessibilidade e crianças com paralisia cerebral: a visão do cuidador primário

Luciane Maria Fagundes Pereira, Daniela Caribé, Pedro Guimarães, Daniela Matsuda

Resumo


INTRODUÇAO: A Paralisia Cerebral (PC) é uma disfunção predominantemente sensório-motora que envolve distúrbios do tônus muscular, postura e movimentos voluntários, ocasionadas por lesões cerebrais não progressivas. Esta condição de saúde interfere de forma importante na interação da criança em contextos relevantes, que influencia a aquisição e o desempenho dos marcos motores básicos, bem como nas atividades da rotina diária. Assim, a acessibilidade é tema de fundamental importância na vida dessas crianças com PC, sendo o direito de todos para interagir com o meio e a construção de valores do indivíduo na sociedade, que elimina barreiras e comunicação destas com o mundo afora. OBJETIVO: Verificar as dificuldades de acessibilade, sob a ótica dos cuidadores primários, encontradas no cotidiano das crianças com PC. MÉTODO: Trata-se de um estudo qualitativo, de estudo de caso. Foram selecionados 03 cuidadores primários de crianças com PC que concordaram em realizar a entrevista e assinaram o TCLE. Os dados foram transcritos e categorizados. RESULTADOS E DISCUUSÃO: Verificou-se que a escassez de informações sobre as potencialidades da criança com PC, é comum na sociedade atual, o que contribui para existência de barreiras atitudinais, assim como para precaridade em acessibilidade geral destas pessoas. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Conclui-se que é necessária inclusão de programas educativos nas escolas e maior apoio voltado aos cuidadores primários nas clínicas de reabilitação e outras instituições especializadas. pois mesmo diante das dificuldades as mães encontram formas e condições de cuidar e lutar por estas crianças.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0103-51502011000200011

Apontamentos

  • Não há apontamentos.