Uso de diferentes tipos de calçados não interfere na postura ortostática de mulheres hígidas

Geraldo Fabiano de Souza Moraes, Adriana Papini Antunes, Elaine Souza Rezende, Poliana Cardoso Ribeiro de Oliveira

Resumo


Introdução: Nos últimos anos, as mulheres passaram a usar sapatos de salto para fi carem mais bonitas.Entretanto, tal hábito desencadeou vários efeitos negativos para o sistema musculoesquelético. Um dosaspectos mais prevalentes são queixas de mulheres com desconforto na região lombar durante o uso desapato de salto. Autores descreveram que pode haver relação entre a postura assumida e os desconfortospresentes, geralmente associados à fadiga muscular e ao aumento das forças de reação do solo durante o usodesse tipo de calçado. Existem controvérsias na literatura a respeito do efeito do uso de sapatos de salto pormulheres nas alterações posturais e sobrecarga sobre a coluna vertebral e segmentos corporais. Objetivo:O objetivo do presente estudo foi verifi car se diferentes tipos de calçados são capazes de alterar signifi cativamentea biomecânica estática a partir da avaliação postural. Metodologia: Quinze mulheres sedentárias foramsubmetidas a uma avaliação postural estática com a utilização do programa Software para Análise Postural.Análise de variância para medidas repetidas foi utilizada para investigar diferenças entre os calçados em todasas variáveis posturais analisadas. O nível de signifi cância estabelecido foi de α igual a 0,05. Resultados:Os resultados mostraram que não houve diferença signifi cativa na postura estática com os tipos de calçadose descalço. Conclusão: Conclui-se que os calçados não interferiram na postura estática da amostra.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0103-51502010000400007

Apontamentos

  • Não há apontamentos.