UMA ATUALIZAÇÃO E PROPOSTA DE PADRONIZAÇÃO DO TESTE DE CAMINHADA DOS SEIS MINUTOS

Rafaela Rezende Rondellia, Aline Nogueira de Oliveira, Simone Dal Corso, Carla Malaguti

Resumo


INTRODUÇÃO: O teste de caminhada de seis minutos (TC6’) tem sido amplamente utilizado como indicador do estado funcional de diversas condições patológicas. Diferentes estudos têm, atualmente, ressaltados melhorias técnicas, novas indicações e até diferentes interpretações dos resultados do TC6’. OBJETIVO: Fornecer uma atualização das recomendações do TC6’, bem como subsídios para a padronização do seu uso na prática clínica. MÉTODO: Esta revisão se baseou em artigos relevantes publicados na língua inglesa nas principais bases eletrônicas da literatura que abordassem exigências técnicas, indicações, contraindicações, metodologia, segurança, limitações, equações de referência e interpretação dos resultados do teste de caminhada de seis minutos. RESULTADOS: O TC6’ é um teste simples de executar e bem tolerado para os pacientes, confiável após uma prática e que requer padronização técnica na sua administração, bem como precauções para segurança. A análise dos parâmetros cardiorrespiratórios tem mostrado que este teste pode ser considerado submáximo para a maioria dos pacientes. O único parâmetro de desfecho estudado no teste é a distância caminhada durante os seis minutos. Esse parâmetro permite julgar o estado funcional, responsividade a intervenções e o prognóstico em algumas populações clínicas. CONLUSÃO: Os delineamentos expostos nesta revisão fornecem um guia atual dos elementos técnicos teórico-práticos e metodológicos do TC6’, possibilitando seu uso padronizado na prática clínica de profissionais integrados na reabilitação das doenças cardiorrespiratórias.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.