EQUILÍBRIO ESTÁTICO E DINÂMICO EM INDIVÍDUOS SENESCENTES E O ÍNDICE DE MASSA CORPORAL

José Rubens Rebelatto, Alessandra Paiva de Castro, Fernando Koiti Sako, Thaís Rabiatti Aurichio

Resumo


O estudo objetivou analisar o equilíbrio estático e o dinâmico em indivíduos senescentes e verificar sua associação com a idade e com o Índice de Massa Corporal (IMC). Foram avaliadas 303 mulheres (62,97 ±7,59 anos) e 51 homens (65,69 ±7,49 anos) por meio do teste de Apoio Unipodal, teste de Velocidade Máxima ao Andar e cálculo do IMC. As mulheres mais velhas, com maior IMC e com pior desempenho no teste de equilíbrio dinâmico tiveram pior desempenho no teste de equilíbrio estático. Houve fraca correlação entre o tempo gasto no Teste de Velocidade Máxima ao Andar, IMC e idade. Homens com mais idade e pior desempenho no equilíbrio dinâmico também tiveram pior desempenho no equilíbrio estático e houve moderada correlação entre idade e equilíbrio dinâmico.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.