DOR LOMBO-PÉLVICA E EXERCÍCIO FÍSICO DURANTE A GESTAÇÃO

Luana Mann, Julio Francisco Kleinpaul, Clarissa Stefani Teixeira, Cristine Kolling Konopka

Resumo


Introdução: A dor lombar e pélvica é uma queixa comum na população em geral, sendo um sintoma freqüentemente relatado durante a gestação. Objetivos: Determinar a prevalência e as características da lombalgia em gestantes, bem como apontar possíveis fatores de risco relacionados a esta dor e o efeito do exercício físico como meio de intervenção e prevenção em gestantes foram os objetivos do presente estudo. Método: Para tanto, foi realizada uma pesquisa bibliográfica em publicações nacionais e internacionais indexadas no período de 1997 a 2007, em quatro bases de dados, sendo elas LILACS, MEDLINE, SCIENCEDIRECT e SCIELO, sendo relacionados 25 artigos que tratassem do tema. Resultados: Os resultados demonstraram que mais da metade das gestantes sofrem de dor lombar e/ ou pélvica durante algum período da gestação. Os prováveis motivos para a lombalgia, durante esse período estão ligados à ação do hormônio relaxina que provoca mudanças na mobilidade articular e ligamentar, tornando-as mais instável e suscetível a lesões e à dor. É evidenciado que as dores aumentam principalmente se a mulher apresentava esta queixa antes de engravidar, além disso, esse sintoma pode perdurar no período pós-parto e acabar gerando intervenção na realização das atividades diárias e profissionais, acarretando prejuízo na qualidade de vida e na saúde geral. Conclusão: Dessa forma, muitos programas de exercícios físicos estão sendo propostos para diminuir a intensidade da dor ou prevenir sua ocorrência. Algumas atividades, como ginástica aquática, natação, yoga e alongamentos são indicadas para esse público, demonstrando eficiência na prevenção, redução e/ou alívio definitivo.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.