TILT TRAINING COMO TRATAMENTO DA SÍNCOPE NEUROCARDIOGÊNICA

Mara Lílian Soares Nasrala, Viviane Martins Santos, Elias Nasrala Neto, Myrian TM Arruda e Sá, Ariádyne Luzia Fernandes Miranda, Ludmilla Roehrs Constantino Proceski

Resumo


Objetivos: O objetivo desse estudo foi realizar uma revisão sistemática para avaliar a efetividade do Tilt Training como tratamento da Síncope Neurocardiogênica. Métodos: A pesquisa foi realizada nos bancos de dados virtuais Medline, Lilac’s e Cochrane, acessados via Bireme e Pubmed, utilizando os seguintes palavras- chave: Neurocardiogenic Syncope and Tilt Training. Foram inclusos apenas artigos com estudos intervencionais em pacientes portadores de Síncope Neurocardiogênica, diagnosticados por meio do Tilt Test, independentemente do protocolo utilizado, escritos em língua portuguesa, inglesa e espanhola e que versavam sobre o tratamento com Tilt Training, associado ou não a orientações, podendo ser comparativo ou não a terapias farmacológicas em pessoas de qualquer sexo e idade. Resultados: Foram encontrados pelo sistema de busca trinta e três artigos, dos quais treze preencheram os critérios de inclusão, pois cinco eram escritos em outras línguas, que não as citadas, treze eram revisões bibliográficas, um encontravase em andamento e não disponibilizava o resumo e um não tratava de Tilt Training. Dos artigos que foram incluídos na amostra, oito puderam ser classificados como Estudos clínicos não controlados, dois Ensaios clínicos aleatórios, dois Relatos de casos e um Estudo quase experimental. Conclusão: Pode-se concluir pelos artigos analisados que o Tilt Training tem-se mostrado eficaz no tratamento da Síncope Neurocardiogênica, porém é necessária a realização de novos ensaios clínicos aleatórios, para que se possa ter uma comprovação metodológica.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.