TESTES DE TOLERÂNCIA AO EXERCÍCIO EM PROGRAMA DE FISIOTERAPIA HOSPITALAR APÓS EXACERBAÇÃO DA DOENÇA PULMONAR OBSTRUTIVA CRÔNICA

Jerusa Schnaider, Marlus Karsten

Resumo


Na exacerbação da Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) há uma redução da tolerância ao exercício. A avaliação da tolerância ao exercício com o emprego do Teste da Caminhada de Seis Minutos (TC6min) é amplamente empregada, e o uso de Testes de Degrau vem sendo incentivado. O objetivo geral desta pesquisa foi avaliar a tolerância ao exercício de pacientes hospitalizados devido à exacerbação da DPOC por meio do TC6min e do Teste de Degrau com Cadência Livre (TDCL). Oito pacientes do sexo masculino (57.9±9.02 anos) executaram os dois testes, durante seis minutos, em ordem aleatória. Os parâmetros cardiorrespiratórios (freqüência cardíaca, saturação periférica de oxigênio, pressão arterial e freqüência respiratória) bem como os índices de percepção de esforço (dispnéia e fadiga em membros inferiores) foram monitorados. Os resultados mostram que os testes produziram efeitos equivalentes quanto às variáveis cardiorrespiratórias e de percepção de esforço. Houve uma boa correlação (r=0.706 e p<0.001) entre a quantidade de passos completos no TDCL e a distância percorrida no TC6min. Portanto, além do TC6min ou em substituição a este, principalmente na ausência de espaço físico adequado, pode-se oferecer aos pacientes com DPOC hospitalizados outra metodologia simples, barata e segura, o TDCL.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.