A CLÍNICA DE FISIOTERAPIA COMO CONTEXTO DE DESENVOLVIMENTO INFANTIL: LEVANTAMENTO BIBLIOGRÁFICO E DISCUSSÃO CONCEITUAL

Joyce Ribeiro, Thais Silva Beltrame, Maria Aparecida Crepaldi, Marcus Vinicius Marques de Moraes

Resumo


A sala de Fisioterapia é um ambiente no qual fisioterapeuta e criança apresentam papéis, estabelecem relações interpessoais e realizam determinadas atividades. Cada um apresenta características pessoais que permitem ou inibem o engajamento sustentado nestas atividades, sendo assim, torna-se incontentável o impacto deste ambiente no desenvolvimento infantil. O seguinte estudo, do tipo bibliográfico, teve como objetivo verificar um panorama de pesquisas sobre a clínica de Fisioterapia como um contexto de desenvolvimento infantil e discutir criticamente este conceito baseado na Teoria dos Sistemas Ecológicos. Foram realizadas buscas de artigos científicos por meio das bases de dados: Scielo, Bireme, Science Direct e banco de teses da capes. As palavras-chave utilizadas foram: “physiotherapy”, em combinação com os termos, “interpersonal relations”, “roles”, “activities”, “ecological model”, “Bronfenbrenner´s ecological theory”. Dentre os artigos provenientes da busca incluíam-se artigos de revisão, estudos observacionais, ensaios clínicos e posições de consenso. Foram incluídos os artigos do período de 1995 a 2006. Poucos estudos apresentam estes termos com o significado empregado a eles por Bronfenbrenner. Considera-se finalmente que pesquisas com enfoque em contexto na área de fisioterapia devem ser colocadas em prática, tendo em vista que fatores do contexto podem influenciar na maneira em que as sessões irão transcorrer, bem como sua efetividade e impacto no desenvolvimento da criança.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.