A INFLUÊNCIA DE UM PROGRAMA DE ATIVIDADE FÍSICA NA QUALIDADE DE VIDA DE MULHERES COM OSTEOPOROSE

MT NAVEGA, MC AVEIRO, J OISHI

Resumo


Este trabalho teve como objetivo propor, aplicar e analisar os efeitos de um programa de atividade física na qualidade de vida de mulheres com diagnóstico densitométrico de osteoporose. Foram selecionadas 18 mulheres voluntárias (67,6 ± 3,8 anos), que foram submetidas a uma avaliação física e responderam a um questionário de qualidade de vida (OPAQ). Após 14 semanas, o grupo passou por uma reavaliação. O programa de atividade física foi orientado por fisioterapeuta, durante 14 semanas, três vezes por semana e duração de 60 minutos. Cada sessão foi constituída por alongamentos gerais, 20 minutos de caminhada, e exercícios em cadeia cinética aberta para fortalecimento dos músculos extensores e flexores do joelho, utilizando-se de 50% a 75% das 10 repetições máximas (10-RM). Os dados foram analisados estatisticamente por meio do teste não paramétrico Wilcoxon e mostraram diferença significativa entre as avaliações (p 0,05). Dessa forma, os resultados obtidos neste trabalho permitem concluir que o programa de atividade física empregada foi eficaz para melhorar a qualidade de vida de mulheres com osteoporose.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.