FORÇA E CONTATO PATELOFEMORAL COMO F UNDAMENTOS BIOMECÂNICOS PARA REABILITAÇÃO DA SÍNDROME PATELOFEMORAL

A Haupenthal, Daniela Pacheco dos Santos

Resumo


Este estudo de revisão tem como objetivo estudar a força e a área de contato na articulação patelofemoral para gerar subsídios para a reabilitação da síndrome patelofemoral. A síndrome patelofemoral (SPF) pode ser definida como a dor patelofemoral resultante de alterações físicas e biomecânicas, é a mais comum queixa de dor na articulação do joelho e sua principal conseqüência é a osteoartrose. A área de contato na patela muda de inferior para superior com a flexão do joelho. A força de contato varia de acordo com o exercício, em cadeia cinética aberta a força e a pressão aumentam da flexão para a extensão do joelho. Em cadeia cinética fechada a força e a pressão aumentam da extensão para a flexão. Desta forma, este estudo analisa a biomecânica interna da articulação patelofemoral por meio da análise da área de contato e da força nesta articulação. Ter conhecimento destas alterações nas forças, do ponto de contato entre a patela e os côndilos e da mudança na área de contato é importante para o profissional da saúde na prescrição dos exercícios para os indivíduos com a SPF.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.