ESTUDO CORRELACIONAL E COMPARATIVO ENTRE ÂNGULO AXILAR E ASSIMETRIA DE OMBRO ATRAVÉS DE UM PROTOCOLO BIOFOTOGRAMÉTRICO

Mario Antonio Baraúna, Eliane Gouveia de Morais, Augusta Thereza Monteiro de Oliveira, Lara Gontijo Domingos, Hugo Machado Sanchez, Ruiz Ângelo Ventura Silva, Roberto Sérgio Tavares Canto, Rogério Contato Guimarães, Silvana Malusá

Resumo


As assimetrias posturais são alterações comuns encontradas tanto em indivíduos normais, quanto em atletas, nestes levando à ineficiência do gesto esportivo. O objetivo deste estudo foi correlacionar o ângulo axilar e a assimetria de ombro entre homens e mulheres e comparar estas assimetrias entre os sexos. Foram avaliados 44 estudantes da graduação do UNITR,I de ambos os sexos, sendo 22 homens e 22 mulheres, na faixa etária entre 18 e 25 anos de idade, que respeitaram os critérios de inclusão e exclusão. As imagens coletadas foram transferidas para um computador onde foi realizada a quantificação angular pela Biofotogrametria Computadorizada, através do aplicativo ALCimage 2.1®. Para o cálculo dos ângulos referentes as assimetrias de ombro e ângulo axilar, foram demarcados vértices, formando-se dois triângulos. Através da análise estatística, verificou-se a correlação entre os ângulos analisados para ambos os sexos, e que não houve diferença significativa entre os valores dos ângulos, quando se compararam estes entre homens e mulheres. A partir dos resultados obtidos, conclui-se haver correlação significativa entre ângulo axilar e assimetria de ombro em ambos os sexos e que não houve diferença significante entre estes valores, comparando-se os sexos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.