Políticas Editoriais

Foco e Escopo


Missão

Constituir-se em estímulo e instrumento de divulgação dos resultados da investigação científica ancorada em critérios de rigor metodológico na atenção à saúde humana, publicando trabalhos científicos que abordem tema de abrangência da Fisioterapia e áreas afins, prescrevendo a interdisciplinaridade.

Foco temático da revista

Disponibilizada apenas em formato digital desde 2013 e com acesso online gratuito, a revista publica artigos oriundos de pesquisas originais e artigos de revisão que veiculem resultados de pesquisas na área da Fisioterapia e na grande área da saúde. As principais áreas são Saúde Coletiva, Geriatria e Gerontologia, Neurologia, Fisioterapia Desportiva, Cardiorrespiratória, Traumato- Ortopedia, Reumatologia, Hidroterapia, Acupuntura, Ginecologia e Obstetrícia, Eletroterapia, Análise do Movimento Funcional, Ensino em Fisioterapia, Ergonomia e Fisioterapia Dermato-Funcional. Todos os trabalhos que tenham interface com a saúde e cuidado humano, porém, são aceitos para avaliação.

A revista tem com principal público estudantes, pesquisadores e profissionais da área de saúde. 

 

Políticas de Seção

Editorial

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Artigo

Política padrão de seção

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Revisão

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares
 

Processo de Avaliação pelos Pares

A revista Fisioterapia em Movimento adota sistema blind peer review de avaliação. O tempo estimado de avaliação é de 4 a 8 meses e o de publicação é de 6 a 12 meses.


Os artigos recebidos são encaminhados a dois revisores das áreas de conhecimento às quais pertence o estudo para avaliação pelos pares cega (peer review). Os revisores são escolhidos de acordo com seus conhecimentos e experiência, e nossa equipe editorial, formada por avaliadores nacionais e internacionais, é constantemente atualizada.

O assistente editorial coordena as informações entre os autores, revisores e editores, cabendo ao editor-chefe decidir quais artigos serão publicados com base nas recomendações feitas pelos revisores e editores associados. Quando recusados, os artigos serão devolvidos com a justificativa do editor. 

 

Processo de avaliação

1. Os autores fazem a submissão no portal ScholarOne.

2. O assistente editorial faz a verificação inicial e encaminha ao editor-chefe. Caso não esteja dentro das normas, o artigo é devolvido ao autores para ressubmissão.

3. O editor-chefe indica um editor associado.

4. O editor associado designa dois ou mais avaliadores e envia uma mensagem contendo o título e o resumo da submissão, bem como um convite para acessarem o sistema e informarem sua disponbilidade ou indisponbildiade em fazer a avaliação. 

5. Os avaliadores terão acesso ao manuscrito (que não contém identificação alguma de autoria) e aos documentos suplementares (tabelas, figuras) somente depois de aceitarem o convite. O parecer é submetido após preenchimento de formulário padrão de avaliação. 

6. O editor associado recebe os pareceres e recomenda decisão. Em caso de divergência de pareceres, o manuscrito é encaminhado a um terceiro avaliador para arbitragem.

7. O editor-chefe recebe a recomendação do editor associado e notifica os autores de sua decisão final.

8. Se aprovado o artigo, o assistente editorial entra em contato com os autores para solicitar os dados necessários para a cobrança da taxa de publicação e para solicitar o envio do artigo traduzido para o inglês, indicando, também, alguns profissionais e empresas especializadas em tradução.

 

Diretrizes para avaliação


Antes de aceitar ou recusar um convite para avaliação, considere os seguintes pontos:

  • O manuscrito corresponde à sua área de especialização? Apenas aceite avaliá-lo se sentir que pode fornecer uma avaliação de qualidade.
  • Existe algum tipo de conflito de interesse? Em caso afirmativo, avise o editor.
  • Responda ao convite assim que possível. O atraso em sua decisão retarda todo o processo, independente de você aceitar ou não a avaliação. Se recusar o convite, forneça sugestões para avaliadores alternativos.
  • Avaliar um manuscrito pode exigir tempo e bastante trabalho; antes de se comprometer, certifique-se de que pode cumprir o prazo.
  • Ao aceitar uma avaliação, trate os materiais que recebe como documentos confidenciais. Isso significa que você não pode compartilhá-los com ninguém sem autorização prévia do editor, nem compartilhar informações sobre o manuscrito com qualquer pessoa sem permissão dos editores e autores. Para mais informações, leia as diretrizes do Comitê de Ética em Publicações (COPE). 
  • Sua avaliação ajudará o editor quanto à publicação ou rejeição do artigo. Sendo assim, sua opinião geral e observações são essenciais. Seus comentários, contudo, devem ser corteses e construtivos, e não devem incluir informações pessoais. Em caso de pareceres anexados ou de comentários feitos no próprio artigo, não esqueça de retirar qualquer identificação de autoria. 
 
 
Ao avaliar um artigo, preencha com atenção o formulário de avaliação, o qual apresenta a seguinte estrutura:

 
Questionário   
  • O artigo contém informações novas e significativas que justifiquem sua publicação?
  • O resumo descreve de forma clara e precisa o conteúdo do artigo e as palavras-chave estão listadas no Decs /Mesh? 
  • O problema é significativo e concisamente declarado?
  • Os métodos são descritos de forma abrangente e a análise estatística é descrita com precisão?
  • As interpretações e conclusões são justificadas pelos resultados?
Estrutura do manuscrito
  • O tamanho do artigo está adequado ou está muito extenso/curto?
  • O número de tabelas e de figuras é adequado?

Avaliação 
  • Quanto à importância, qualidade e originalidade, o artigo é excelente, bom, regular, ruim ou muito ruim?
Recomendação
  • Aceitar
  • Poucas correções
  • Muitas correções
  • Rejeitar e ressubmeter
  • Rejeitar


Peer reviewers: Se você têm interesse em contribuir com a revista como avaliador, envie-nos um e-mail informando as áreas de atuação e link para o currículo Lattes.

 

Periodicidade

A partir de 2018 a revista Fisioterapia em Movimento passa a adotar a modalidade de publicação contínua, com estruturação de artigos em volume anual sem numeração.

 

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

A Editora Champagnat/PUCPress, da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), adota a licença Creative Commons para sua coleção de periódicos científicos em acesso aberto, e define como padrão a adoção de licença do tipo atribuição (CC - BY) para seus conteúdos.

A licença CC-BY permite aos usuários do periódico acessar, exibir, distribuir, bem como adaptar e criar obras derivadas, desde que conferido o devido crédito autoral. O autor, ao efetuar a submissão do artigo, autoriza a transferência de direitos autorais pelo uso da licença Creative Commons.

 

Arquivamento

A revista Fisioterapia em Movimento utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração. Saiba mais...

 

Procedimentos Éticos

A Revista Fisioterapia em Movimento está alinhada com as normas de qualificação de manuscritos estabelecidas pela OMS e pelo International Committee of Medical Journal Editors (ICMJE). Somente serão aceitos os artigos de ensaios clínicos cadastrados em um dos Registros de Ensaios Clínicos recomendados pela OMS e ICMJE, e trabalhos contendo resultados de estudos humanos e/ou animais somente serão publicados se estiver claro que todos os princípios de ética foram utilizados na investigação. Esses trabalhos devem obrigatoriamente incluir a afirmação de ter sido o protocolo de pesquisa aprovado por um comitê de ética institucional (reporte-se à Resolução 466/12, do Conselho Nacional de Saúde, que trata do Código de Ética da Pesquisa envolvendo Seres Humanos), devendo constar no manuscrito, em Métodos, o número do CAAE ou do parecer de aprovação, os quais serão verificados no site Plataforma Brasil. Para experimentos com animais, consideramos as diretrizes internacionais Pain, publicadas em: PAIN, 16: 109- 110, 1983.

Os pacientes têm direito à privacidade, o qual não pode ser infringido sem consentimento esclarecido. Na utilização de imagens, as pessoas/pacientes não podem ser identificáveis exceto se as imagens forem acompanhadas de permissão específica por escrito, permitindo seu uso e divulgação. O uso de máscaras oculares não é considerado proteção adequada para o anonimato.

Afirmações, opiniões e conceitos expressados nos artigos são de responsabilidade dos autores.

Todos os artigos devem ser inéditos e não podem ter sido submetidos para avaliação simultânea em outros periódicos. A revista adota o sistema Blackboard para identificação de plagiarismo.

 

Taxas

Não há taxa de submissão, porém será cobrado R$600 após aprovação do artigo para publicação.